Toyota quer popularizar hidrogênio com SUVs, picapes, caminhões e até ônibus


A Toyota deve dobrar os investimentos para expansão de células de hidrogênio como combustível. Essa tecnologia deve ser ampliada para mais segmentos para além do sedã Mirai. Atualmente, a Toyota segue pesquisando formas de fazer com que esse tipo de força motriz ganhe popularidade para fora do Japão. Os planos devem ser viabilizados especialmente por conta dos avanços da tecnologia e da redução de custos em grande escala. "Vamos passar da produção limitada para a produção em massa, reduzir a quantidade de materiais caros, como a platina usada em alguns componentes, e tornar o sistema mais compacto e poderoso", disse Yoshikazu Tanaka, engenheiro-chefe do Mirai, em entrevista à Reuters. Depois do Mirai, a Toyota confirmou que motores movidos a células de hidrogênio serão um SUV, picapes, caminhões e até ônibus movidos pelo hidrogênio. Para isso, deve investir para que esses novos modelos sejam lançados a partir de 2020 a 2025, tentando reduzir o custo por unidade produzida. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen confirma detalhes do seu novo compacto para substituir atuais Gol e up!

Nova geração do Volkswagen Jetta tem lançamento confirmado para setembro

Junto do Fiat Punto, Alfa Romeo MiTo também deixa de ser produzido na Itália

Tesla confirma inédito hatch elétrico para ser apresentado em meados de 2022

Segunda geração do Hyundai HB20 é flagrada definitivo em testes na Coreia do Sul

Agora como SUV, Ford Maverick deve ser produzido sobre plataforma do Focus

Chevrolet Cruze ganha versão LS na Argentina, com câmbio manual de 6 marchas

Toyota já começa a produzir a reestilizada Hilux na unidade de Zárate, Argentina

Porsche anuncia chegada da terceira geração do Cayenne por R$423.000

MINI estende promoção de Cooper 3 portas por R$99.990 e revela mais descontos