sexta-feira, agosto 11, 2017

Volkswagen e Tata finalizam parceria firmada em março após contas para nova plataforma não fecharem


A Volkswagen e a Tata nem fecharam a um acordo e a parceria firmada em março chegou ao fim. Ambas as marcas tinham se unido para desenvolver novas plataformas modulares e sistemas para automóveis elétricos. A parceria deveria desenvolver frutos para modelos globais e países emergentes. Porém diante da elevação dos custos para criar uma sinergia de produto entre as duas empresas, fez com que a parceria fosse inviabilizada. As conversas entre os executivos e engenheiros da Tata e da Skoda (a marca do Grupo VW que tava tomando conta da parceria) não conseguiram encaixar uma plataforma modular segura o suficiente sem investir muito dinheiro. A plataforma AMP da Tata seria a saída da Volkswagen para desenvolver seus automóveis de baixo custo ao redor do mundo, mas seria preciso investir uma boa quantia de dinheiro. Em março, as duas empresas assinaram um momerado de entendimento para estudar a viabilidade de uma cooperação que desenvolvesse uma plataforma modular de baixo custo, como a plataforma AMP da Tata. A Skoda tinha se mostrado otimista com a plataforma indiana, mas ao chegar nas contas o Grupo VW teria de investir € 140 milhões para adapta-la aos carros do grupo alemão. Pelo montante que havia sido estimado, os engenheiros da Skoda revelaram que seria mais viável para a VW gastar esse dinheiro na adaptação da MQB-A0 para a Índia ao invés de apostar uma plataforma que não seria sua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário