sábado, agosto 05, 2017

Ferrari fala em utilitário esportivo espaçoso para aumentar lucros, mas não fala em sigla "SUV"


A Ferrari terá um utilitário esportivo. Foi o que deu entender Sergio Marchionne, CEO da FCA. Em entrevista concedida à agência Automotive News, Marchionne falou abertamente sobre a chegada de um "tal utilitário" da Ferrari e, sem negar a história (como antes), ele disse que não seria nada mal para aumentar os luvros da Ferrari. O engraçado é que até pouco tempo atrás, Marchionne falou que precisaria levar um tiro para a Ferrari ter um SUV. A mudança drástica de postura parece ter sido incentivada pela crescente demanda por esse segmento, o que torna irresistível até para marcas de nicho. A Ferrari porém evita falar sobre a sigla "SUV" e trata o modelo como utilitário esportivo com bom espaço interno, só para não seguir o caminho das rivais Porsche e Lamborghini, que assumem a sigla com Cayenne e Urus. "Seja o que for, não será capaz de escalar rochas. Será algo do mesmo calibre de todos os outros produtos que já fizemos", disse Marchionne. O executivo ainda declarou que o modelo será "para poucos clientes selecionados" e com legítimo "estilo Ferrari". Dentro da Ferrari, o modelo é tratado com codinome e posicionamento definidos o modelo já tem: atende internamente por "F16X" e é apontado como um veículo capaz de oferecer mais espaço e conforto que a atual GTC4Lusso. Com ele a Ferrari espera dobrar os lucros até 2022 e mais detalhes devem ser revelados no início de 2018, quando a marca de Maranello deve expor detalhes do seu plano estratégico.


Fonte: Automotive News e Bloomberg

Nenhum comentário:

Postar um comentário