quarta-feira, julho 26, 2017

Sem dar importância para nota zero no LatinNCAP, face-lift do Chevrolet Onix comemora um ano


Reestilizado há um ano, o Chevrolet Onix, mais conhecido como líder do mercado brasileiro, chega a hora de passar por nossa análise de lançamento. Após um ano, as vendas do hatch aqueceram ainda mais e fizeram com que a distância entre ele e o vice-líder Hyundai HB20 crescesse para a casa das 5.000 unidades. Porém o ponto mais polêmico desse um ano foi o "re"teste do LatiNCAP, que provou que a segurança do Onix é frágil. O hatch zero a proteção de adultos com o novo teste e fez com que o burburinho na internet se instalasse. O líder do mercado com um grande zero na sua segurança. Foi assunto por alguns dias e misteriosamente o assunto morreu. O Onix segue cada vez mais líder e mudanças por parte da GM sequer foram prometidas. No face-lift, o Onix recebeu um novo design dianteiro e mudanças pontuais na traseira e no interior. Para o hatch ainda estreia a versão aventureira Activ, que deve cumprir o papel de versão topo de linha do Onix junto a LTZ. Líder de vendas no Brasil desde 2015, o Onix ganha novos faróis com LEDs diurnos, grade dianteira, novo capô e novo para-choque dianteiro. Na traseira, as principais mudanças devem ficar por conta do novo layout das lanternas e do novo para-choque traseiro. No interior, ele ganha a nova geração do MyLink e alguns detalhes do painel, além de alguns novos itens de série, com a intenção de "recheá-lo". A GM finalmente alterou os painéis das portas, introduzindo puxadores mais ergonômicos e melhor acabamento. O painel foi mantido com poucas alterações, tendo agora dois tons e quadro de instrumentos oferece grafismo diferenciado e econômetro. Os comandos do ar-condicionado também foram modificados. Há porta-óculos no teto, assim como nome Chevrolet no porta-luvas e detalhes em preto brilhante. Novidades mecânicas? Se não fosse alguns ajustes, a GM passaria esse quesito em brancas nuvens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário