terça-feira, julho 25, 2017

Revista revela que nosso Renault Kwid, feito no Brasil, não zerou testes de impacto como o indiano


A Renault veio a público desmentir os boatos que o Kwid produzido no Brasil não teve nenhuma estrela no Crash-Test. De fato, o hatch sequer foi lançado no mercado para poder ser testado pelo LatinNCAP. A marca francesa confirmou que o modelo não vai zerar os testes como o modelo indiano, desmentindo boatos que surgiram em redes sociais. Apesar de ainda não ser testado pelo órgão, as marcas testam seus próprios automóveis no seu desenvolvimento. Em algum momento o nosso Kwid deve ter passado pelo testes na sua adaptação para a América Latina. O Kwid terá três versões de acabamento: Life, Zen e Intense, nas opções de cores: Orange Ocre, Vermelho Fogo, Branco Marfim, Branco Neige, Prata Étoile e Preto Nacré. A Renault ressalta que o Kwid se destaca pela posição de dirigir e pela altura em relação ao solo, de 18cm. Além disso, os ângulos de entrada de 24º e de saída, de 40º. O hatch possui 3,68 metros de comprimento, 2,42 metros de entre-eixos, 1,58 metro de largura e 1,48 metro de altura, com espaço no porta-malas de 300 litros, construído sobre a plataforma CMF-A, o peso do hatch deve ficar entre 850kg a 950kg. O motor será o 1.0 12v Flex que desenvolve 70/66cv de potência e torque de 9,8/9,4kgfm, bem como se tinha antecipado que o motor do Kwid seria mais fraco que os de Sandero e Logan. O lançamento ocorre no início do próximo mês e as primeiras unidades começam a ser entregues no final do mesmo mês.


Fonte: Quatro Rodas

Nenhum comentário:

Postar um comentário