segunda-feira, julho 17, 2017

Honda City reestilizado é antecipado para o final deste ano para se armar contra novos rivais


O face-lift do Honda City deve ser antecipado para o final deste ano. O motivo, segundo fontes ligadas a Honda, é a chegada do Volkswagen Virtus e Kia Rio Sedan, concorrentes diretos ao reinado do Honda City. O lançamento deve ocorrer entre o final do quarto trimestre e janeiro de 2018. Lançado primeiramente na Malásia, o sedã compacto premium estreia no Japão, onde é vendido com o nome Grace. O sedã ganha uma nova grade com uma barra cromada e faróis levemente redesenhados, que ganharam inclusive uma extensão do cromado. Foram adicionados novos projetores internos e LEDs diurnos. O para-choque dianteiro ganha novidades ao trazer uma abertura hexagonal logo abaixo da placa e nova moldura dos faróis de neblina. Na traseira, os para-choques traseiros ganham nova parte inferior com um protetor e um friso cromado na tampa do porta-malas. As lanternas não mudaram, mas ganharam LEDs. Na lateral, o grande destaque são as novas rodas de liga leve. No interior o sedã não ganha nenhuma mudança se não dosse a nova central multimídia com tela de 6,8 polegadas e Android Auto. No Japão ele chega com bons itens de série com o pacote Honda Sensing, que inclui controlador de velocidade ativo (ACC), frenagem automática de emergência, alerta de evasão de faixa e leitor de placas, entre outros sistemas de segurança. No Japão ele é vendido com motores 1.5 16v de injeção direta e 132cv de potência aliado ao câmbio automático CVT. O Hybrid une um propulsor 1.5 de 110cv e um elétrico de 30cv e juntos entregam 137cv e consumo de até 34,8km/l. A transmissão é de dupla embreagem e 7 marchas. No Brasil o conjunto mecânico não deve mudar, se mantendo o mesmo do modelo atual, 1.5 16v i-VTEC Flex de 116/115cv de potência e câmbio CVT que simula 7 marchas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário