Lotus pode passar a produzir também na China como forma de expandir mercado e aumentar lucros


A produção de carros esportivos na China parece que receber a lendária Lotus muito em breve. Segundo Li Shufu, CEO da Geely, a produção pode se manter Reino Unido e a China se tornar a segunda fábrica da marca, como forma de diminuir os custos. A Lotus já tinha negociado a produção no país asiático antes mesmo de ser comprada pela Geely, dando início a sua expansão que poderia atrair futuramente novos rivais. Agora, a nova controladora diz que é possível que uma parte da produção saia diretamente do país. Apesar de lucros, a Lotus não consegue expandir seu lineup e muito menos atualizar os modelos que estão em linha. A decisão de fazer na China poderá elevar enormemente as vendas locais e assim garantir o financiamento de projetos futuros, que incluem uma nova geração para Elise e Exige, assim como um crossover de alta performance.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilizada, Chevrolet Spin é flagrada sem camuflagem, em cegonha, a caminho da Argentina

Volkswagen apresenta Gol e Voyage 2019, sem câmbio automático por enquanto, e "novo" design

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Toyota Etios chega a marca de 500 mil unidades produzidas em Sorocaba desde 2012

Ford revela mais informações do Mach 1, seu futuro utilitário esportivo elétrico

Toyota lança o Etios Sport na África do Sul, série especial com pintura bicolor

Ford desenvolve um Fiesta RS, que deve usar motor 2.0 EcoBoost e chega em 2020

Volvo inicia pré-venda da nova geração da V60, em versão única, por R$199.950

Fiat oficializa início das vendas do Argo 1.0 no mercado brasileiro, por R$44.990

JAC Frison/T6 é flagrada na China com o design que deve estrear no modelo brasileiro