domingo, abril 02, 2017

Prêmio MEGAFONE 2016: novo Peugeot 208, novo Honda Civic e Fiat Toro se sagram campeões


Mais uma edição se vai e com ela surge os resultados de três meses de competição entre os lançamentos de 2016. Assim é o Prêmio MegaFone, que pode participar internautas, jornalistas e até mesmo aqueles com o mínimo de conhecimento sobre. A nossa meta não é ditar qual o lançamento mais caro, mais luxuoso, mas sim aquele que trouxe mais evolução aos olhos dos consumidores ou aquele que se destacou da concorrência. Em 2017 foram exatos 70 modelos participando entre as categorias Face-Lift do Ano, Nova Geração do Ano e Novidade do Ano. Respondendo por metade disso tudo, Face-Lift do Ano contou com 35 participantes. Em relação a edição do ano passado, foi um dia a mais de competição. Começou dia 1º de Janeiro e foi até 1º de Abril. Apesar de um mercado em retração, o Brasil teve bons lançamentos, que chamaram a atenção de alguns países como a chegada da Fiat Toro, totalmente desenvolvida no nosso mercado e pode chegar a mercados como Europa e EUA depois de ter chamado atenção de outros mercados. Aperte os cintos que vamos dissecar a edição desse ano abaixo.




Face-Lift do Ano


Parece que tudo conspirou para o Peugeot 208. O compacto francês recebeu boas novidades no seu face-lift ao trazer um novo motor e mudanças leves no seu design. O hatch se destacou frente a 34 outros rivais, que foram aos poucos sendo eliminados nas três primeiras etapas da premiação. O 208 deve receber um face-lift, que traz novos faróis com LEDs diurnos e lanternas com a garra do leão em LEDs, como acontece com novo 3008, faróis de neblina e moldura, grade dianteira maior, novas rodas de liga-leve, para-choque dianteiro e traseiro complementam as mudanças visuais do novo 208 no exterior. Há novas rodas de liga leve com aros que variam entre 15 a 17" polegadas. No interior, o novo 208 está praticamente o mesmo, mas ele ganha um painel texturizado e com nova central multimídia com tela touch screen, com recurso que permite dividir o mostrador do seu celular inteligente para facilitar o uso quando conectado ao carro, chamado de Mirror, além do Peugeot Connect Apps. Confira abaixo como foi a eliminação um a um.


  • Primeira Fase

GRUPO 1
- Volvo V40: 25%
- Subaru Impreza XV Crosstrek: 12,5%
- Volkswagen Saveiro: 25%
- Chevrolet TrailBlazer: 37,5%
- Volkswagen Gol: 0%

GRUPO 2
- Suzuki SX4 S-Cross: 12,5%
- Mercedes-Benz CLA: 25%
- Mercedes-Benz GLS: 25%
- Porsche 718 Boxster: 12,5%
- Subaru Forester: 25%

GRUPO 3
- Porsche 911: 25%
- DS 5: 25%
- Nissan Sentra: 25%
- Peugeot 208: 25%
- Chevrolet S10: 0%

GRUPO 4
- Mercedes-Benz Sprinter: 12,5%
- Fiat Uno: 12,5%
- Mercedes-Benz Classe A: 50%
- Volkswagen Amarok: 25%
- Fiat Grand Siena: 0%

GRUPO 5
- BMW Série 3: 12,5%
- Mitsubishi ASX: 25%
- Mercedes-Benz SLC: 12,5%
- Ford Ranger: 12,5%
- Chevrolet Tracker: 37,5%

GRUPO 6
- Audi A1 Sportback: 12,5%
- Hyundai SantaFé: 12,5%
- Citroën C4 Picasso: 50%
- Mercedes-Benz SL: 25%
- Volkswagen Voyage: 0%

GRUPO 7
- Chevrolet Onix: 25%
- Chevrolet Prisma: 12,5%
- Ford Fusion: 50%
- Porsche 718 Cayman: 12,5%
- Kia Cerato: 0%



  • Segunda Fase


CHAVE 1
- Mercedes-Benz SL: 57,1%
- Hyundai SantaFe: 42,9%

CHAVE 2
- Porsche 911: 28,6%
- Chevrolet Onix: 71,4%

CHAVE 3
- Chevrolet Tracker: 71,4%
- Citroën C4 Picasso: 28,6%

CHAVE 4
- Nissan Sentra: 57,1%
- DS 5: 42,9%

CHAVE 5
- Chevrolet Prisma: 57,1%
- Mercedes-Benz SLC: 28,6%
- Mercedes-Benz Sprinter: 14,3%

CHAVE 6
- Ford Fusion: 85,7%
- Mitsubishi ASX: 14,3%

CHAVE 7
- Ford Ranger: 28,6%
- Volkswagen Saveiro: 71,4% 

CHAVE 8
- Mercedes-Benz GLS: 42,9%
- Mercedes-Benz Classe A: 57,1%

CHAVE 9
- Subaru Forester: 28,6%
- Porsche 718 Cayman: 71,4%

CHAVE 10
- Chevrolet TrailBlazer: 71,4%
- Mercedes-Benz CLA: 28,6%

CHAVE 11
- Fiat Uno: 57,1%
- Volvo V40: 42,9%

CHAVE 12
- Volkswagen Amarok: 42,9%
- BMW Série 3: 57,1%

CHAVE 13
- Audi A1: 42,9%
- Peugeot 208: 57,1%



  • Terceira Fase


CHAVE1
- Fiat Uno: 27,3%
- Porsche 718 Cayman: 72,7%

CHAVE2
- Volkswagen Saveiro: 36,4%
- Mercedes-Benz Classe A: 63,6%

CHAVE3
- Mercedes-Benz SL: 54,5%
- Chevrolet Onix: 45,5%

CHAVE4
- BMW Série 3: 63,6%
- Chevrolet Tracker: 36,4%

CHAVE5
- Chevrolet Prisma: 45,5%
- Nissan Sentra: 54,5%

CHAVE6
- Ford Fusion: 36,4%
- Chevrolet TrailBlazer: 18,2%
- Peugeot 208: 45,5%



  • FINAL


Porsche 718 Cayman: 0%
Mercedes-Benz Classe A: 0%
Mercedes-Benz SL: 0%
BMW Série 3: 0%
Nissan Sentra: 33,3%
Peugeot 208: 66,7%

____________________________________________

Nova Geração do Ano


Entre tantas boas novas gerações da edição de 2016, o Honda Civic se sagrou como a melhor de todas. O sedã médio chegou totalmente reformulado e trouxe de volta a inovação da oitava geração nessa décima geração, ao começar pelo seu ousado design. O sedã chegou ao nosso país na sua décima geração totalmente reformulado e que do Civic antigo manteve apenas o nome e o motor 2.0 16v Flex. Apresentado em 2015, a nova geração do Civic volta a ser ousada e quer ir atrás do conservador Toyota Corolla, seu maior rival. Feito sobre uma nova plataforma, o novo Civic utiliza aços de alta resistência em diversas partes de sua estrutura. Segundo a marca, isso resulta em maior rigidez da carroceria. Destaque também para a evolução do isolamento acústico, que reduz significativamente o nível de ruído do motor. O novo Civic chega ao mercado com uma nova lógica de versões. A versão de entrada passa a ser a Sport, com design mais esportivo e com detalhes em preto na sua carroceria. Essa oferece opção de câmbio manual de 6 marchas ou automática do tipo CVT. As versões EX e EXL são focadas no conforto e a Touring abusa de sofisticação e performance, já que é a única a usar o motor 1.5 16v i-VTEC Turbo. Na nova o Civic apresenta uma carroceria fastback com uma queda mais prolongada pela traseira, mas ainda é um sedã para a Honda e o mercado. Na dianteira, destaca pela grade cromada que se estende para os lados e faróis e luzes diurnas em LEDs. Na traseira, as lanternas têm formato de bumerangue e lâmpadas de LEDs. Construído sobre uma plataforma completamente nova, o Civic ficou 25% em rígido, além de maior e mais largo. O entre-eixos aumentou e refletiu em mais espaço interno e posição de dirigir ainda mais baixa. Vamos aos números!



  • Primeira Fase


GRUPO 1
- Chevrolet Cruze: 33,3%
- Mercedes-Benz Classe C Cabriolet: 16,7%
- Kia Sportage: 16,7%
- Audi Q7: 16,7%
- Chevrolet Cruze Sport6: 16,7%

GRUPO 2
- Suzuki Vitara: 50%
- Porsche Panamera: 33,3%
- Toyota Prius: 0%
- BMW X1: 16,7%
- Lexus RX: 0%

GRUPO 3
- Honda Civic: 50%
- MINI Cooper Cabrio: 0%
- Mitsubishi L200 Triton: 16,7%
- Jeep Compass: 16,7%
- Audi R8: 16,7%

GRUPO 4
- BMW Série 7: 33,3%
- Mercedes-Benz Classe C Coupé: 0%
- Ford Edge: 16,7%
- Toyota SW4: 16,7%
- Audi A4: 33,3%

GRUPO 5
- Mercedes-Benz GLC: 16,7%
- Audi A4 Avant: 0%
- Hyundai Elantra: 16,7%
- Mercedes-Benz Classe E: 0%
- Chevrolet Camaro: 50%
- Hyundai Tucson: 16,7%



  • Segunda Fase


CHAVE 1
- Mercedes-Benz Classe C Cabriolet: 14,3%
- Honda Civic: 85,7%

CHAVE 2
- Mercedes-Benz GLC: 42,9%
- Toyota SW4: 57,1%

CHAVE 3
- Jeep Compass: 85,7%
- Suzuki Vitara: 14,3%

CHAVE 4
- Hyundai Elantra: 57,1%
- Hyundai Tucson: 42,9%

CHAVE 5
- Porsche Panamera: 28,6%
- Audi Q7: 71,4%

CHAVE 6
- BMW X1: 42,9%
- Mitsubishi L200 Triton: 57,1%

CHAVE 7
- Ford Edge: 57,1%
- Chevrolet Camaro: 42,9%

CHAVE 8
- Audi R8: 28,6%
- Chevrolet Cruze Sport6: 71,4%

CHAVE 9
- Kia Sportage: 42,9%
- Chevrolet Cruze: 57,1%

CHAVE 10
- BMW Série 7: 71,4%
- Audi A4: 28,6%



  • Terceira Fase


CHAVE1
- Honda Civic: 54,5%
- Chevrolet Cruze: 45,5%

CHAVE2
- Audi Q7: 54,5%
- BMW Série 7: 45,5%

CHAVE3
- Mitsubishi L200 Triton: 36,4%
- Chevrolet Cruze Sport6: 63,6%

CHAVE4
- Hyundai Elantra: 90,9%
- Toyota SW4: 9,1%

CHAVE5
- Jeep Compass: 45,5%
- Ford Edge: 54,5%



  • FINAL

Honda Civic: 100%
Audi Q7: 0%
Chevrolet Cruze Sport6: 0%
Hyundai Elantra: 0%
Ford Edge: 0%

____________________________________________

Novidade do Ano


Não era muito difícil de imaginar que a Fiat Toro alcançaria o título de novidade do ano. A picape causou o maior burburinho no seu lançamento e chamou atenção do mercado mundial. Apesar de ser confirmada apenas para a América Latina, nada impede que a picape possa ser vendida em demais continentes caso sua aceitação for positiva. A Toro chegou ao mercado marcando uma nova fase da Fiat, que deve inaugurar um novo segmento, conhecido pelas siglas SUP (Sport Utility Pickup). Baseado na mesma plataforma do Jeep Renegade, a Toro, produzida também em Goiana (PE), traz um design externo e interno muito bonito e chamativo. A picape chega ao mercado com cinco versões, todas muito bem equipadas e que tem a missão de emplacar cerca de 50.000 unidades por ano, número que poderá ser facilmente batido. A Toro chega com três versões de motorização, três de câmbio, duas de tração e três de acabamento/equipamentos, sempre com cabine dupla. A Toro deve oferecer conforto e robustez em uma picape cabine dupla com características de automóvel, picape leve e picape média. Com 4,91 metros de comprimento, 1,84m de largura, 1,74m de altura e 2,99 metros de entre-eixos, a Fiat Toro tem opção de tração 4×2 ou 4×4, bem como capacidade de carga de 650 a 1.000kg e caçamba com 820 litros de volume e tampa bipartida de acionamento elétrico. O tanque de combustível tem capacidade para 60 litros e a picape pesa entre 1.500kg a 1.650kg. Vamos as etapas!



  • Primeira Fase


NOVIDADE DO ANO
GRUPO 1
- Mercedes-Benz GLC Coupé: 16,7%
- JAC T5: 0%
- Maserati Levante: 16,7%
- Jaguar F-Pace: 50%
- Fiat Mobi: 16,7%

GRUPO 2
- Mercedes-Benz GLE Coupé: 0%
- Nissan Kicks: 33,3%
- Fiat Toro: 33,3%
- Nissan GT-R: 16,7%
- Hyundai Creta: 16,7%



  • Segunda Fase


CHAVE 1
- Nissan Kicks: 85,7%
- Fiat Mobi: 14,3%

CHAVE 2
- Fiat Toro: 57,1%
- Jaguar F-Pace: 42,9%

CHAVE 3
- Maserati Levante: 85,7%
- Mercedes-Benz GLC Coupé: 14,3%

CHAVE 4
- Nissan GT-R: 28,6%
- Hyundai Creta: 71,4%



  • Terceira Fase


CHAVE 1
- Hyundai Creta: 45,5%
- Maserati Levante: 54,5%

CHAVE2
- Nissan Kicks: 36,4%
- Fiat Toro: 63,6%




  • FINAL


Maserati Levante: 0%
Fiat Toro: 100%

____________________________________________

Motores do Ano


  • 1.0 a 1.9 aspirados

- 1.2 PureTech (Peugeot/Citroën): 33,3%
- 1.3 16v (Toyota): 0%
- 1.5 16v (Toyota): 0%
- 1.0 6v FireFly (Fiat): 16,7%
- 1.3 16v FireFly (Fiat): 25%
- 1.0 12v SCe (Renault): 0%
- 1.6 16v SCe (Renault): 25%


____________________________________________
  • 1.0 a 1.9 Turbo
- 1.0 12v Turbo (Hyundai): 0%
- 1.4 16v Ecotec (Chevrolet): 25%
- 1.0 12v EcoBoost (Ford): 8,3%
- 1.5 16v Turbo (Honda): 25%
- 1.4 16v BoosterJET (Suzuki): 8,3%
- 1.6 Turbo (Hyundai): 33,3%


____________________________________________

  • Acima de 2.0 aspirados
- 4.0 V6 (Toyota): 0%
- 3.5 V6 (Lexus): 0%
- 2.0 16v (Jeep): 41,7%
- 6.2 V8 (Chevrolet): 41,7%
- 2.4 16v (Fiat): 16,7%



____________________________________________

  • Acima de 2.0 Turbo
- 3.0 V6 TFSI (Audi): 0%
- 3.0 V6 (Mercedes-Benz): 0%
- 2.0 eDrive (Volvo): 0%
- 2.5 TFSI (Audi): 25%
- 2.0 Turbo Diesel (Jaguar): 16,7%
- 2.0 Turbo (Porsche): 0%
- 2.5 Turbo (Porsche): 0%
- 2.4 Turbo Diesel (Mitsubishi): 0%
- 2.4 Turbo Diesel (Volvo): 0%
- 3.0 V6 Hybrid (Porsche): 0%
- 2.9 V6 biturbo (Porsche): 16,7%
- 4.0 V8 (Porsche): 16,7%
- 3.0 V6 (Maserati): 25%


Nenhum comentário:

Postar um comentário