segunda-feira, abril 03, 2017

BMW terá carros movidos a hidrogênio a partir de 2021 e deve testar a tecnologia por quatro anos


A BMW cofirmou que deve apostar em mais um tipo de trem de força: o movido a células de hidrogênio. A marca confirmou que o primeiro modelo a vir com esse tipo de motor virá em meados de 2021 e serão oferecidos primeiramente apenas em alguns mercados para testar o alcance da tecnologia e também testar o consumidor. A partir de meados de 2025 a meta é expandir mercado para este tipo de automóvel. Segundo a marca, o maior entrave à difusão dos carros a hidrogênio é a infraestrutura para reabastecimento. Como não há muitas unidades rodando com esse combustível, há pouco incentivo para construção de postos de hidrogênio, no entanto, a falta de postos desestimula potenciais compradores a levar os carros para casa, num ciclo vicioso. O projeto de automóveis movidos a hidrogênio não chega a ser novidade na BMW. A marca alemã vem trabalhando com a tecnologia há mais de dez anos e apresentou em 2007 o Hydrogen 7, baseado no Série 7. Em 2013, o projeto ganhou gás com a parceria formada entre a BMW e a Toyota, que deverão desenvolver em conjunto um modelo a hidrogênio como parte do mesmo acordo que terá como frutos os novos BMW Z5 e Toyota Supra. Em 2015 a marca apresentou um i8 a hidrogênio que desenvolvia 255cv e um Série 5 GT também foi apresentado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário