sexta-feira, março 03, 2017

Segundo revista, Toyota Corolla pode ficar até R$7.000 mais caro, em média, ao ganhar face-lift


A Toyota confirmou o lançamento do reestilizado Corolla para o próximo dia 15. O sedã médio deve trazer mudanças de meia-vida e novos itens de série. Porém tudo isso terá um custo. Segundo a revista Quatro Rodas de Março de 2017, a Toyota deve aumentar os preços do Corolla em até R$7.000 (em média) no face-lift. A versão de acesso, a GLi 1.8 deve passar a custar cerca de R$92.000 ante os R$85.900 cobrados atualmente, enquanto a versão XEi deve custar R$99.000 nos primeiros meses e logo em seguida passará a ser vendido por R$105.900. Com isso, a versão Altis do Corolla deve passar facilmente os R$115.000 trazendo mais itens de série e de segurança, fazendo com que Chevrolet Cruze e Honda Civic se tornem "baratos" perto do modelo da Toyota. Ele deve ganhar maçanetas novas, com acabamento cromado, enquanto os faróis e grade frontais trazem novo desenho, mais agressivo, compondo com o também novo para-choque com linhas mais vincadas, que deixam com aspecto mais esportivo. Atrás, as lanternas recebem luzes de LED e lentes mais escuras. Novas rodas (aro 16″ ou 17″) completam o pacote visual. O design o deixa bem mais moderno e com menos cara de "tiozão", ponto muito criticado do sedã médio, mas que mesmo assim mantém a liderança do segmento de Sedãs Médios. Se o design externo melhorou, a lista de equipamentos passa a ficar mais interessante. Agora, o Corolla traz alerta de mudança involuntária de faixa, sistema pré-colisão e piloto automático adaptativo, que previne ou reduz o impacto numa colisão ao monitorar o tráfego com um laser e uma câmera – tudo como equipamento de série. Na versão brasileira, o Corolla deverá enfim ganhar o aguardado controle de estabilidade (ESP), recurso ainda não oferecido nem mesmo na versão topo de linha Altis. A mecânica não deve trazer novidades.


Fonte: Quatro Rodas

Nenhum comentário:

Postar um comentário