sexta-feira, março 17, 2017

Segunda geração do Peugeot 208 é flagrada com mula rodando em testes no intenso frio da Europa


A Peugeot já testa as primeiras mulas de testes da segunda geração do 208 na Europa pelo site Motor1 (veja aqui). O hatch compacto da Peugeot deve ganhar uma segunda geração com base no 308 europeu. Chegando com a nova plataforma modular da PSA, a CMP, o novo 208 tem grandes chances de ser produzido na Argentina em meados de 2018 a 2019. O modelo roda em testes na Europa com a mesma carroceria do modelo atual para disfarçar, mas há algumas mudanças como para-choques alargados. O entre-eixos, pelo flagrante, tem grandes chances de ser o mesmo do modelo atual, mas a traseira parece estar um pouco maior. Com entre-eixos fixado em 2,54 metros, possivelmente as dimensões do 208 fiquem próximas aos 4,00 metros de comprimento. Exigindo um investimento de 200 milhões para o desenvolvimento da plataforma CMP, a plataforma modular deve ser usada na nova geração do Citroën C3 e do Opel Corsa. O 208 atual é construído sobre a plataforma PF1/A. Fala-se que a CMP permitirá uma redução de peso de até 100 kg, o que é bastante peso até para modelos médios. Também haverá novidades na gama de motores, como a nova linha 1.2 PureTech Turbo de três cilindros com potências que variam entre 70cv e 150cv de potência, além de um propulsor 1.6 THP mais potente, com cerca de 220cv para o GTi. A nova geração deve encarar principalmente as novas gerações de Citroën C3, Volkswagen Polo e Ford Fiesta, ambas esperadas até o final de 2017. O objetivo é se tornar “o melhor compacto de marca generalista” – mais premium do que um Citroën e abaixo da linha de luxo DS – para reforçar como o modelo ficará mais sofisticado. O face-family da marca do leão ainda terá um design mais sofisticado, que dará a impressão de custar mais do que será pago. No Brasil ele deve chegar em até dois anos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário