quinta-feira, fevereiro 02, 2017

Ford EcoSport reestilizado começa a ser produzido em Maio e lançamento ocorre entre Maio e Junho


A Ford deve lançar o EcoSport entre os meses de Maio a Junho no mercado brasileiro. Ele deve ser lançado primeiramente nas versões 2.0 mas as vendas se iniciam em Junho. A produção do modelo reestilizado também começa em Maio. A informação é de Sebastián Touron, gerente de Marketing e Carlos Del Pino, gerente de Engenharua, que confirmaram o início da produção para Maio. Respeitando que seu lançamento seria ainda no primeiro semestre de 2016, a Ford deve lançar em três etapas: o primeiro "lançamento" será das versões equipadas com motor 2.0 16v Flex (Maio), que passa a ser o mesmo do Focus, com injeção direta de combustível. No mês seguinte será apresentado o Eco com motor 1.5 12v Dragon Flex (Junho) e por fim as versões com tração AWD (Julho). Entre as novidades visuais do EcoSport estão os novos faróis, a grade que ficou maior e fica entre os faróis, assim como os faróis de neblina também são novos. O pisca sai dos faróis e vai para o mesmo conjunto dos faróis de neblina. A placa agora ocupa o espaço sob a grade, em uma grande barra entre ela e o que parece ser um “peito de aço” estilizado. Na traseira, o nosso EcoSport mantém o estepe na traseira e as lanternas que não mudaram de formato (se for verdade, sites dão como certeza que o nosso deve trazer novo layout das lanternas) ou farão o uso de LEDs. O puxador da tampa traseira continua disfarçado na lanterna direita. Mesmo com o "disfarce", a tampa do porta-malas ainda abre para a direita. No interior, tudo é novo: destaque para a nova central multimídia com Sync 3 com tela de 8″ “flutuante”, compatível com Apple CarPlay e Android Auto. As saídas de ar centrais agora ficam sob a tela e acima dos comandos do ar-condicionado. Antes, elas ficavam uma de cada lado dos comandos do Sync. O volante veio do Focus, com comandos do controlador de velocidade do lado esquerdo. O controle dos retrovisores saiu do puxador da maçaneta da porta do motorista e foi para o apoio de braço, pouco acima dos comandos dos vidros elétricos. No geral, as linhas estão mais retilíneas e elegantes, enquanto o acabamento parece bem mais esmerado. Ainda sem muitos dados da mecânica, sabe-se que o EcoSport deve substituir o câmbio PowerShift por um automático com conversor de torque convencional, também de 6 velocidades. O motor 2.0 16v Flex desenvolve 178/175cv de potência e 22,5/21,5kgfm de torque. Já o 1.5 Dragon deve ter cerca de 130cv e substitui o atual 1.6.


Nenhum comentário:

Postar um comentário