sábado, novembro 19, 2016

Citroën apresenta AirCross Concept e e-Mehari no Salão do Automóvel de São Paulo como "visão do futuro"


A Citroën está apresentando no Salão do Automóvel de São Paulo os dois automóveis "mundiais" da marca francesa. O primeiro deles é o conceito AirCross Concept e o segundo é o e-Mehari. A ação é pioneira no mercado brasileiro e justificada pela marca como uma iniciativa que visa promover no espaço uma maior interação do público com os veículos. “Queremos ter uma presença marcante no Salão, mostrando o olhar da Citroën para o futuro e sua capacidade de antecipar tendências”, afirma Paulo Solti, diretor geral da empresa no Brasil. Movido a energia elétrica, passa a ser reconhecido como E-Mehari, sendo o "E" justamente de Elétrico.Releitura do clássico automóvel de plástico, o E-Mehari passa a ser produzido fora de Paris. Desenvolvido em parceria com a Bolloré (que vai produzi-lo), possui autonomia de 200km. Ele utiliza a mesma plataforma do BlueCar, usado como car sharing em várias cidades da França. Com máxima de 110km/h, o modelo tem estilo buggy com um estilo inconfundível que deixa claro e renova o ar de travessura da Citroën em ousar. As baterias do E-Mehari podem ser recarregadas em 8 ou 16 horas, dependendo da voltagem.


A carroceria, agora feita de aço, possui interior coberto por tecido e coberto por plástico, sendo totalmente impermeável. Já o utilitário esportivo é mais uma aposta do grupo PSA, o conceito é fabricado sobre a plataforma EMP2 e adota o atual design da Citroën, com faróis duplos e finos que se integram a grade dianteira formando o duplo chevron da Citroën. O AirCross segue a filosofia do C4 Cactus, mas com um design mais agressivo e robusto, dando como resultado o modelo das fotos. Segundo a Citroën, o AirCross Concept possui 4,58m de comprimento, 2,10m de largura (com retrovisores) e 1,80m de altura. A Citroën não informa o destino desse conceito, mas já chances que se trate de uma nova geração do C4 AirCross, que atualmente é um Mitsubishi ASX da Citroën. A motorização do conceito é hibrida: o 1.6 THP de 220cv e 28kgfm de torque, acompanhado de um propulsor elétrico de 95cv e 20,4kgfm de potência. Combinados, ambos rendem 315cv. Híbrido do tipo plug-in, ele pode rodar 50km com as baterias de íons de lítio e ser completamente carregado em 3h30m. Esse motor leva ele de 0 a 100km/h em 4,5 segundos e tem consumo médio de 58,8km/l, com emissão de CO2 de apenas 39g/km.





Nenhum comentário:

Postar um comentário