quarta-feira, fevereiro 22, 2017

BMW Série 3 é flagrado rodando em testes na Europa e pode ser apresentado no Salão de Frankfurt


A BMW deve começar a vender a nova geração do Série 3, conhecida pelo código G20, apenas em 2018, mas o modelo segue em intensos testes na Europa. Mas o modelo pode ser apresentado ainda este ano, possivelmente no Salão do Automóvel de Frankfurt. A nova geração do Série 3 deve se aproximar dos irmãos Série 7 e Série 5, ao começar pelo design: um pouco conservador mas com uma pitada de esportividade. Com uma nova plataforma, o sedã deve perder cerca de 100kg, ficando mais econômico e ágil, além da plataforma poder aumentar alguns centímetros a mais na distância de entre-eixos. Se lembra quando falamos que ele deve se basear nos irmãos 7 e 5? Deles a BMW deve trazer instrumentação digital, head-up display e conectividade – com a possibilidade de comandos por gestos e voz. E também evoluirão os sistemas de assistência ao condutor, cuja meta é a condução autônoma. Em congestionamentos, ele se guiará sozinho a até 60 km/h, até mudando de faixa, e também estacionará totalmente sozinho. Entre os motores, a BMW deve manter os 2.0 16v TwinTurbo que desenvolve 192cv de potência (Flex no Brasil) ou 248cv de potência, dependendo da versão, e um 3.0 de 6 cilindros em linha nas versões topo. A versão híbrida deve ganhar importantes reforços, enquanto uma versão 100% elétrica deve ser lançada em 2020. O sedã foi flagrado pelo Motor1 (BMW Série 3 2019 spy) na Europa.



Mercedes-Benz Classe C é flagrado com menos camuflagem e mostra novos faróis e lanternas


A atual geração do Mercedes-Benz Classe C ainda tem um pouco de fogo para queimar. Porém o modelo reestilizado segue em testes na Europa e revelou alguns detalhes. Com menos camuflagem, a Mercedes deixou algumas partes a mostra, como os novos faróis e lanternas do Classe C. Em termos visuais, espere por novo para-choque e conjunto ótico dianteiro com LEDs semelhantes aos do CLS. Na traseira, as novidades devem se limitar às novas lanternas mostradas aqui, bem como o para-choque atualizado. As melhores novidades, porém, estarão na cabine: espera-se que a Mercedes atualize o sistema de info-entretenimento, incluindo o painel de instrumentos digital (como no novo Classe E) e um novo volante com controles sensitivos que vão responder aos gestos do motorista – outra tecnologia vinda dos Classe E e  Classe S. Sob o capô, estima-se que o Classe C deva receber a nova família de motores modulares da Mercedes-Benz, que vai trazer unidades turbo de quatro cilindros e seis cilindros, esse último no lugar do motor V6. Já os V8 vão ganhar potência para ao redor de 470 cv e 503 cv, de acordo com a versão. O lançamento deve ocorrer no segundo semestre de 2016, possivelmente no Salão do Automóvel de Frankfurt, chegando ao Brasil em 2018 com produção em Iracemápolis (SP). O sedã foi flagrado pelo site Motor1 (Mercedes-Benz Classe C 2018 spy), nas frias avenidas da Europa.



Fotos: Motor1

Sergio Marchionne confirma mais dois SUVs para a Alfa Romeo entre o final de 2018 e início de 2019


A Alfa Romeo deve ganhar novos utilitários esportivos em 2018. A informação veio do chefão Sergio Marchionne, que confirmou na Itália que a marca deve lançar um modelo abaixo do Stelvio e outro acima entre 2018 a 2019, respectivamente. O modelo menor será o primeiro, enquanto o maior surgirá depois e com sete lugares. Ambos serão feitos na Itália, mas não em Cassino, como Stelvio e Giulia. Marchionne menciona Turim como a planta de produção. Segundo a Alfa Romeo, os lançamentos devem ocorrer entre o final de 2018 e o início de 2019, ou seja, eles devem ser bem próximos um do outro. Os dois devem se unir ao Stelvio para alavancar as vendas da Alfa Romeo no mundo, depois de alguns anos obsoleta na FCA, a marca italiana tem tudo para dar a volta por cima nos próximos anos junto ao Giulia e aos demais lançamentos que são esperados.


Fonte: Autocar

BMW deve lança face-lift do i3 e uma versão esportiva no Salão do Automóvel de Frankfurt


Aproximando-se da sua meia-vida, o BMW i3 é um dos modelos mais eficientes da fabricante alemã e se prepara para receber novidades de meia-vida no Salão do Automóvel de Frankfurt. O hatch deve trazer melhorias no design externo e interno, além de uma mecânica revigorada. Por se tratar de um face-lift, o i3 2018 deve se manter na sua essência, o mesmo do modelo atual. Com mudanças pontuais, espere por para-choques com formato redesenhado e, possivelmente, alterações no layout interno dos faróis e das lanternas traseiras. Poderá haver ainda novas rodas de liga-leve. O interior, por sua vez, passará por mudanças de acabamento com melhor qualidade. Na mecânica, espere por um propulsor elétrico com novas baterias, para aumentar as baterias para 320km de autonomia entregue pelo modelo atual. Outra novidade deve ser a versão esportiva do i3, que deve ser chamado do i3S, com foco no desempenho, co, uma configuração mais potente do propulsor elétrico, hoje desenvolvendo 170cv de potência e 25,4kgfm de torque. Mais detalhes devem ser revelados até sua estreia.


Fonte: Autocar

Segundo GM, nova geração do Chevrolet Camaro ZL1 alcança a velocidade máxima em 325km/h


A Chevrolet apresentou o novo Camaro ZL1 no ano passado nos EUA, mas só agora surgiu alguns detalhes do esportivo. Segundo a General Motors, o novo ZL1 tem a velocidade máxima de 325km/h e acelera de 0 a 100km/h em 3,5 segundos. A título de comparação, o Dodge Challenger Hellcat chega aos 328 km/h, enquanto o Corvette ZR1 (2009-2013) é capaz de ir até os 330 km/h. "Este teste encobre uma impressionante lista de estatísticas de desempenho para o Camaro ZL1, que foi projetado para se destacar em tudo", disse Al Oppenheiser, engenheiro chefe do modelo. Ele conta com motor 6.2 V8 Supercharged. Ele deve desenvolver 660cv de potência e torque de 89,8kgfm, um ganho de 10cv e 1,4kgfm em relação ao antigo ZL1. Estes dados revelam que o novo modelo da Chevrolet ficará atrás do Challenger Hellcat (o Dodge entrega 57 cv a mais). No entanto, o novo Camaro ZL1 será mais leve, com cerca de 1.750 kg, contra 2.015 kg do concorrente. Além disso, a novidade vai dispor de uma moderna transmissão automática de dez velocidades como opcional, ou uma manual de seis marchas com sincronização de rotações. O Camaro ZL1 ganha mudanças visuais e mecânicas. No design destaque para a grade exclusiva, o splitter dianteiro maior e para o novo capô com extrator de calor. O Camaro ZL1 também tem para-lamas mais largo, saias laterais encorpadas e proeminente aerofólio traseiro. Completam as mudanças as rodas aro 20″ de alumínio forjado exclusivas calçadas com pneus Goodyear Eagle F1 Supercar, desenvolvidos especificamente para o modelo. No interior, este ZL1 tem bancos esportivos Recaro, volante de base achatada, alavanca de câmbio com camurça, pespontos vermelhos e logotipos específicos desta versão.


Tata apresenta as primeiras imagens do Tamo C-Cube Concept, que estará no Salão de Genebra


A Tata deve fazer a estreia da sua nova marca, a Tamo, no Salão do Automóvel de Genebra com um esportivo compacto. Porém, surgiu fotos do C-Cube Concept, um hatch de imagem de duas portas com linhas pouco esportivas que também estará no Salão de Genebra. A marca não deu detalhes da sua motorização, mas tudo leva a crer que será o 1.2 Revotron Turbo. O modelo foi desenvolvido em parceria com a Microsoft e terá uma arquitetura totalmente conectada com a chamada "nuvem azul", além de contar com dispositivos integrados a uma inteligência artificial, com objetivo de aprimorar a conectividade. O C-Cube Concept conta com rodas esportivas OZ, o hatch conta com design carismático mas não passa uma imagem de solidez. Veremos como o modelo se sai no evento suíço nos próximos dias.


Detroit Electric fecha acordo de US$1,8 bilhão para produzir utilitário esportivo elétrico na China


A start-up Detroit Electric anuncia que fechou um acordo com três grupos chineses para a produção do seu SUV elétrico naquele país, bem como o desenvolvimento de novas tecnologias em carros elétricos, incluindo a fabricação de baterias de íon de lítio. O negócio fechado em US$1,8 bilhão, sendo que US$600 milhões em ativos de três empresas envolvidas e o restante captadas em empréstimos. A Detroit Electric ficará com 50% das ações, enquanto os novos sócios ficam com o restante. A empresa também cria uma sede na China, que ficará em Hong Kong. Já a fabrica de carros elétricos será estabelecida em Yixing, província de Jiangsu. A Detroit Electric quer vender 100 mil carros elétricos anualmente a partir de 2020 com receita de US$5,82 bilhões e lucro operacional de US$582 milhões. Além do SUV, a marca deve produzir o SP:01 e para melhorar seus cofres deve produzir baterias de lítio a partir de 2018.


Fonte: Forbes

TechRules antecipa teaser do seu esportivo que estará no Salão do Automóvel de Genebra


A TechRules está apresentando teaser do seu novo automóvel conceitual, que deve ser apresentado no Salão do Automóvel de Genebra. O modelo foi inspirado em aeronaves e foi desenhado por Fabrizio e Gorgetto Giugiaro. O conceito conta com estrutura modular, que permite várias configurações ao redor do motorista, que tem seu posto posicionado no centro. "O carro terá um misto de performance, potência brutal e eficiência sem paralelos de seu powertrain inovador", disse a empresa em comunicado. Ainda sem informações de detalhes técnicos, o carro será elétrico com microturbina que recarrega as baterias, como já foi visto em outro carro da empresa apresentado no mesmo salão do ano passado. Entre os destaques do design, o conceito da TechRules conta com faróis a laser e espelhos retrovisores substituídos por câmeras que mostram a visão para o motorista no interior. Mais detalhes devem ser apresentados no evento suíço, nos próximos dias.


terça-feira, fevereiro 21, 2017

Linha de automóveis preparados da Mercedes, BRABUS fica até R$800.000 mais barata no Brasil


A desvalorização do euro em 23% fez com que os preços de alguns automóveis ficasse mais em conta no Brasil. Caso disso é o preço que a BRABUS, preparadora da Mercedes-Benz, baixou os preços de seus kits para o nosso mercado. Representada pela Strasse, a redução chega a R$800.000 nos kits. Essa diminuição foi dada pelo Classe S 65 BRABUS Rocket 900, dotado de um motor 6.3 V12 que desenvolve 900cv de potência que teve uma redução de 29% em seu preço, passando de R$3.778.000 para R$2.978.000. Já o Classe S 63 BRABUS, equipado com o motor 5.5 V8 biturbo que entrega 650cv passou de R$3.048.000 para R$2.486.000, redução de 15%. Os kits de preparação oferecidos pela Brabus também ficaram menos caros. O do sedã C180, que antes custava R$29.900, agora pode ser encontrado por R$21.900. Este kit aumenta a potência do motor 1.6 Turbo de 156cv para 177cv (21cv a mais) e inclui ainda kit aerodinâmico, sistema de escape com quatro ponteiras, rodas exclusivas, entre outros. O modelo preparado pode ser adquirido por R$168.800. No caso do C63 Brabus 600 (com motor 4.0 V8 biturbo de 600cv) a redução foi de 13% no valor do pacote de preparação (que agora custa R$69.990), com queda de R$620.000 para R$609.900.


Motor 1.0 12v i-VTEC Earth Dreams Turbo da Honda deve chegar ao Brasil em 2019 em Fit e City


A Honda já trabalha numa data para apresentar o novo motor 1.0 12v i-VTEC Turbo da família Earth Dreams no Brasil: 2019. Isso porque a marca acaba de apresentar o motor no Japão para o utilitário esportivo Vezel (o nosso HR-V), segundo o site Autohome. O novo motor 1.0 12v Turbo desenvolve 124cv de potência com torque de 17,6kgfm e com torque disponível entre 2.000 a 4.500rpm. No Japão, o novo motor será lançado primeira no HR-V no próximo dia 29 de Março. No seu país de origem, o utilitário é vendido com motores 1.5 16v a gasolina de 119cv de potência, o 1.8 16v a gasolina de 140cv e motores híbridos e movidos a diesel. Porém no Brasil a Honda deve lançar uma versão um pouco mais potente que a do mercado japonês. Por aqui, espera-se que o novo motor 1.0 12v traga 130cv de potência e torque de 20,4kgfm, acoplado ao câmbio manual de 6 marchas ou automático CVT, que simula 7 velocidades. Por aqui o novo motor deve estar disponível para as novas gerações de Fit e City, além do WR-V também usar a mesma mecânica. Não espere que esse motor esteja no HR-V ou até mesmo no Civic, mesmo que seja viável, o consumidor brasileiro ainda é muito desconfiado com modelos maiores com motor 1.0, algo que ainda deve ser desmistificado, algo que a Volkswagen fez com o Golf 1.0 TSI.