Novo Volvo S60 estreia nesse mês de junho, como o primeiro a não ter motor diesel

FOTO: Teknikens Värld

A nova geração do Volvo S60 deve ser lançada dentro das próximas semanas e será o primeiro carro mundial da Volvo a não ser vendido com opção de motor diesel. O novo S60 deve se tornar símbolo dessa nova fase da sueca, de eletrificação, apostando em energias alternativas para ser vendido. "Nosso futuro é elétrico e não vamos mais desenvolver uma nova geração de motores a diesel. Vamos descontinuar os carros apenas com motor de combustão interna, com versões híbridas a gasolina como opção de transição à medida que avançamos para a eletrificação total. O novo S60 representa o próximo passo nesse compromisso.", afirmou Håkan Samuelsson, presidente e CEO da empresa. Assim como na V60, o novo S60 traz os mesmos traços da station até a coluna B. Daí em diante o sedã traz lanternas em formato irregular (diferente do “C” do S90) e possui cromados no contorno dos vidros laterais e saídas de escape. O sedã também pode ser o responsável pela inauguração da fábrica de Berkeley Country, cidade da Carolina do Sul, EUA. Entre as novidades confirmadas para o sedã estão o moderno motor 2.0 e-Drive com 320cv e uma híbrida híbrida desse motor com 395cv. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilizada, Chevrolet Spin é flagrada sem camuflagem, em cegonha, a caminho da Argentina

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Ford confirma lançamento do Ka em julho com preço inicial de R$45.490, R$710 mais caro

Nova geração do Fiat Ducato já é vendido com descontos que chegam a R$21.307

Volvo inicia pré-venda da nova geração da V60, em versão única, por R$199.950

Jeep confirma SUV de 7 lugares e um SUV abaixo do Renegade para a América Latina

Fora do Brasil desde 2014, Volkswagen apresenta nova geração do Bora na China

Honda revela nova geração do Brio em agosto, durante o Salão do Automóvel da Indonésia

Jeep Renegade ganha teaser e estreia motores 1.0 e 1.3 Turbo na Europa

Fiat "acorda pra vida" e deve ter três SUVs no mercado brasileiro até 2022, segundo plano