Hyundai Argentina confirma proximidade do lançamento de uma picape na região


A Hyundai Argentina mais uma vez insinuou o lançamento de uma picape na América Latina. O presidente da Hyundai Argentina, Guillermo Artagaveytía, revelou ao site Cars Drive que o lançamento de uma picape na América do Sul está confirmado e que o modelo é desenvolvido com grande expectativa. Segundo Artagaveytía, a Hyundai está "confiante de que pode ter uma picape no Mercosul", tendo em vista a importância do segmento na região. Com isso, a Hyundai pretende chegar ao Top Five no ranking de marcas na região. Tudo indica que seja o desenvolvimento da Creta Sport Truck Concept, que seria lançada neste ano de 2018. Outra aposta seria o lançamento de uma picape de porte médio, concorrendo com Toyota Hilux e Chevrolet S10, líderes do segmento. Especulações sobre uma camionete média rondam a marca desde o ano passado, sendo algo bastante cobrado à matriz pelas filiais da Austrália e da própria América do Sul. Em 2017, a Hyundai Austrália já tinha confirmado o desenvolvimento de uma picape média e que finalmente o projeto tinha ganhado a luz verde da marca sul-coreana. A novidade deve ser revelada até meados de 2022. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilizada, Chevrolet Spin é flagrada sem camuflagem, em cegonha, a caminho da Argentina

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Ford confirma lançamento do Ka em julho com preço inicial de R$45.490, R$710 mais caro

Nova geração do Fiat Ducato já é vendido com descontos que chegam a R$21.307

Volvo inicia pré-venda da nova geração da V60, em versão única, por R$199.950

Jeep confirma SUV de 7 lugares e um SUV abaixo do Renegade para a América Latina

Fora do Brasil desde 2014, Volkswagen apresenta nova geração do Bora na China

Honda revela nova geração do Brio em agosto, durante o Salão do Automóvel da Indonésia

Jeep Renegade ganha teaser e estreia motores 1.0 e 1.3 Turbo na Europa

Fiat "acorda pra vida" e deve ter três SUVs no mercado brasileiro até 2022, segundo plano