Geely apresenta o Icon Concept no Salão de Pequim, "primo" do Volvo XC40


A Geely foi ao Salão do Automóvel de Pequim para apresentar o Icon Concept, um conceito que se baseia na mesma plataforma do Volvo XC40. Com design chamativo, o conceito mostra o avanço da marca chinesa, que adquiriu experiência depois de ser dona da Volvo, Lotus e Proton. A plataforma CMA traz toda a técnica dos suecos (e com a novata Lynk&Co), o Icon Concept e o XC40 devem ter muito em comum. Proposta de futuro SUV compacto, o modelo se destaca pelas linhas que parecem um pouco de cada carro que conhecemos. Apesar disso, ele possui um típico perfil crossover, embora suas linhas agressivas (como os faróis ultrafinos e os arcos de rodas mais “quadrados”), conta com abertura suicida das portas e não possui coluna central B. Atrás das enormes portas surge um habitáculo muito espaçoso e luminoso, pois grande parte do teto é de vidro, com grandes bancos de atrevidas formas e grande profusão de telas, com duas grandes telas atrás dos bancos dianteiros, além da grande tela central habitual. No interior, destaque para o painel e o túnel central, além das guarnições de porta, com formas atrativas e decoradas com LEDs. Não se teve informações mecânicas do conceito. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilizada, Chevrolet Spin é flagrada sem camuflagem, em cegonha, a caminho da Argentina

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Ford confirma lançamento do Ka em julho com preço inicial de R$45.490, R$710 mais caro

Nova geração do Fiat Ducato já é vendido com descontos que chegam a R$21.307

Volvo inicia pré-venda da nova geração da V60, em versão única, por R$199.950

Jeep confirma SUV de 7 lugares e um SUV abaixo do Renegade para a América Latina

Fora do Brasil desde 2014, Volkswagen apresenta nova geração do Bora na China

Honda revela nova geração do Brio em agosto, durante o Salão do Automóvel da Indonésia

Jeep Renegade ganha teaser e estreia motores 1.0 e 1.3 Turbo na Europa

Fiat "acorda pra vida" e deve ter três SUVs no mercado brasileiro até 2022, segundo plano