BMW renova patente do nome M7, que seria usado para uma versão esportiva do Série 7


A BMW patenteou o nome M7 nos Estados Unidos, que pode ser usado futuramente pelo Série 7. Vale lembrar que patentear o nome não significa que deva lança-lo, mas sim para preservar a identidade nominal da marca, que usa M2, M3, M4, M5 e M6 por exemplo. O M7 seria a versão esportiva do Série 7, que não existe hoje, podendo usar o motor 6.6 V12 de 610cv de potência, que faria o sedã acelerar de 0 a 100km/h em 3,6 segundos e chegar a velocidade máxima de 250km/h, eletronicamente limitada. Nos EUA, a marca já tinha direitos sobre o nome M7 há cerca de seis anos, mas o contrato acabou expirando em abril do ano passado. Agora, ele foi renovado, garantindo que outra marca use o nome que já há algum tempo é de pertencimento à BMW. Mas um M7 de verdade também não seria de se jogar fora, BMW...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilizada, Chevrolet Spin é flagrada sem camuflagem, em cegonha, a caminho da Argentina

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Ford confirma lançamento do Ka em julho com preço inicial de R$45.490, R$710 mais caro

Nova geração do Fiat Ducato já é vendido com descontos que chegam a R$21.307

Volvo inicia pré-venda da nova geração da V60, em versão única, por R$199.950

Jeep confirma SUV de 7 lugares e um SUV abaixo do Renegade para a América Latina

Fora do Brasil desde 2014, Volkswagen apresenta nova geração do Bora na China

Honda revela nova geração do Brio em agosto, durante o Salão do Automóvel da Indonésia

Jeep Renegade ganha teaser e estreia motores 1.0 e 1.3 Turbo na Europa

Fiat "acorda pra vida" e deve ter três SUVs no mercado brasileiro até 2022, segundo plano