Tesla Model Y deve ser "Model 3 SUV" e segue no cronograma para ser lançado em 2019


Após o fim do mistério do Model 3, a Tesla foca no desenvolvimento do Model Y, o seu utilitário esportivo. O modelo deve ser baseado no Model 3. O Y deve ser menor e mais barato que o X. Há pouco tempo, Musk disse que o Tesla Model Y não iria compartilhar a plataforma com o Tesla Model 3, mas a engenharia demonstrou ao executivo que ambos podem ser feitos sobre a mesma base. Usando a mesma plataforma, ambos devem ajudar na economia da marca elétrica com produção em Fremont. O lançamento segue previsto para 2019 e até lá a Tesla espera aumentar sua produção para cerca de 20.000 unidades por mês na fábrica. Depois do Model 3, a Tesla tinha confirmado que inauguraria uma nova fábrica, para atender a demanda não só da produção de veículos, mas também de baterias. A unidade deve ser localizada em Buffalo, Nova York. Então, o mais provável é que o Tesla Model Y não seja feito na Califórnia, ainda mais que os benefícios fiscais federais, pelo menos, já não estarão vigentes para a empresa em 2019. Um utilitário esportivo elétrico e com preço menor é tudo que a Tesla precisa para aumentar ainda mais suas vendas.


Fonte: InsideEVs
Projeção: RMCarDesign

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração do Subaru XV Crosstrek chega com duas versões ao Brasil e parte de R$114.900

MINI lança o reestilizado Cooper no Brasil, com preço inicial de R$119.990

Alfa Romeo vê potencial de vender 10 mil unidades no Brasil e analisa retorno ao país

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

Sem novidades, BMW apresenta a linha 2019 do M140i com preço maior, por R$269.950

SsangYong lança Tivoli e Tivoli XLV no Brasil com preços que começam em R$84.900

Chevrolet revela dois teaser da Spin reestilizada, que será lançada dia 04 de julho

TAC Stark retorna ao mercado renovado e com mais investimentos por R$115.000

Chevrolet Spin reestilizada é flagrada sem nenhuma camuflagem por sites argentinos

RAM 1000 ganha sinal verde para produção e deve ser lançada globalmente até 2022