segunda-feira, agosto 07, 2017

Novo Volkswagen Golf deve ter sistema híbrido de 48V nas versões mais caras, segundo revista


A oitava geração do Volkswagen Golf deve ser equipado com sistema híbrido leve de 48V em quase todas as motorizações. O hatch médio alemão chega em 2019 e será apresentado no Salão do Automóvel de Frankfurt. Segundo a revista Auto Express, o modelo alemão deve ter plataforma MQB e deve emagrecer cerca de 70kg. No interior, o modelo deve passar por uma revolução e deve adotar as linhas retilíneas de Passat e Arteon. Segundo Herbert Diess, tanto o novo Golf como o ID devem ser apresentados no mesmo ano e apesar do surgimento do modelo elétrico, o Golf ainda deve ser o carro mais importante da Volkswagen em muitos anos. Mas de volta ao Volkswagen Golf, a montadora vai focar na eficiência energética, mas sem tirar do modelo, sua característica principal, a funcionalidade. O modelo terá materiais mais leve na estrutura da carroceria, a fim de cortar o peso em 70kg. Além disso, será mais rígido e seguro que o atual. O design externo também deve beber da mesma fonte de inspiração dos sedãs citados acima. O Golf deve contar ainda com cluster 100% digital e muitos botões físicos devem ser substituídos por funções na central multimídia. O destaque porém fica para o sistema híbrido leve de 48V, que deve ser oferecido em quase todas as motorizações do Golf, em especial as mais caras. Assim, é possível antecipar que com motor 1.4/1.5 TSI/TDI, GTI, GTE e R devem receber a novidade. O Volkswagen Golf ainda terá versão diesel pura, mas o foco da empresa será mesmo um “TDIe”, como híbrido leve. O câmbio DSG na Europa pode passar a ser de 8 velocidades, com dupla embreagem. Nos demais mercados o Tiptronic de 6 velocidades pode ser mantido. Nas versões esportivas, o GTI pode desenvolver 252cv e o R 354cv de potência, respectivamente.


Fonte: Auto Express

Nenhum comentário:

Postar um comentário