quinta-feira, julho 13, 2017

Enquanto produção nacional cresce 23%, importados recuam 27% no primeiro semestre de 2017


Parece que o mercado brasileiro já dá os sinais de recuperação. Além de crescer nas vendas, a produção de automóveis e comerciais leves chegaram a 1,263 milhão de unidades fabricadas no primeiro semestre de 2017, crescimento de 23,3%. Apesar de uma desaceleração na produção em junho (212,3 mil unidades) em relação a maio (250,9 mil unidades), o resultado do mês representa um crescimento de 15,1% em relação ao mesmo período de 2016 (184,5 mil unidades). Nos últimos doze meses também podemos observar que o Brasil produziu 2,39 milhões de unidades, crescimento de 10,6% em relação a produção de julho de 2015 a junho de 2016, quando 2,16 milhões foram produzidos. Esse crescimento desse ano e de junho não só foi motivado por uma melhora no mercado interno, mas também na exportação. O mercado interno representa 1,019 milhão de unidades no primeiro semestre, crescimento de 3,7% em relação a 2016. Já as exportações representam um crescimento de 57,2% no primeiro semestre, totalizando 372.563 unidades, crescimento conciso em relação as 236.941 unidades. Embora o volume de produção tenha dado sinais de recuperação, a quantidade de postos trabalho foi reduzida em 0,3%. O fechamento do mês de junho indica 121.599 empregados na indústria automotiva, enquanto em maio eram 121.939 posições. Nas importações, o cenário vai de mal a pior. Segundo a Abeifa, foram registradas 13.289 unidades no primeiro semestre deste ano, volume 27% inferior ao mesmo período do ano passado. O desempenho de vendas no mês de junho, no entanto, teve um pequeno aumento de 1,8% em relação a maio (2.603 unidades contra 2.558 unidades). Em comparação com junho de 2016, o desempenho teve queda de 6,6% (2.603 unidades contra 2.788 unidades). “No início do ano, estimamos 25 mil unidades para 2017. Mas como chegamos a pouco mais de 13 mil veículos no semestre, podemos ter um pequeno alento e chegarmos a 27 mil unidades em 2017. Ainda assim fecharemos o ano abaixo das 35.852 unidades de 2016”. Em junho, com 2.603 unidades licenciadas, a participação das marcas associadas à Abeifa foi de 1,37% do mercado total de automóveis e comerciais leves (189.229 unidades).


Nenhum comentário:

Postar um comentário