domingo, julho 16, 2017

CAuto #66: Volkswagen Gol comemora oito milhões na sua fase mais complicada da sua carreira


Seria uma mentira dizer que o Volkswagen Gol sempre teve uma vida bastante fácil no Brasil. O hatch lançado em maio de 1980 já chegou ao mercado com proposta de de ser o mais moderno do seu segmento e ter concorrentes que já tinham passado da data da validade. Também seria uma mentira dizer que o Gol não é o carro mais amado do Brasil. Talvez a associação de seu nome com o futebol aliado a boa imagem do Fusca fizeram a fama do Gol - ou pelo menos foram parte fundamental disso. Em 2012, a crença no fim do mundo se tornou uma grande mentira, mas para o Gol acabou sendo verdade. Acostumada a ver concorrentes nascerem e não conseguirem chegar aos pés do Gol, Chevrolet, Hyundai e Toyota apresentaram quase que em sequência Onix, HB20 e Etios. Em 2014 foi a vez da Ford lançar o novo Ka e a Renault revelar a nova geração do Sandero. Agora em 2017 foi a resposta da Fiat com o Argo, no mesmo ano em que o Gol chegou a marca de 8 milhões de unidades produzidas em seus 37 anos de mercado. Com a terceira geração lançada em 2008, o Gol já clama por uma nova geração. Informações revelam que o hatch deve ganhar uma nova geração no seu aniversário de 40 anos em 2020, com a plataforma PQ35 e uma carroceria totalmente nova e um pouco maior que o modelo atual. Hoje, o Gol até vende mais que poderia vender ao vermos os rivais. A mudança de 2016, que trouxe um novo interior, fez com que o hatch ganhasse um upgrade nas vendas ao se tornar um dos hatchs mais conectados do país com duas opções de central multimídia. Hoje, a fase complicada do Gol só deve se resolver com uma nova geração, já que a carroceria é mostra que está envelhecida e precisa ganhar o novo face-family da marca. Outra questão é o fogo amigo que o Gol deve sofrer com a chegada do Polo, mesmo que o modelo que mais deve sofrer seja o Fox pelos preços de Gol e Polo conseguirem se acomodar de maneira que eles não compitam entre si, mas é inegável que o Polo deve ser o hatch compacto mais valorizado dentro da Volkswagen nos próximos anos. Boa sorte ao Gol!


Nenhum comentário:

Postar um comentário