sábado, junho 03, 2017

Volvo descarta a possibilidade de lançar a Polestar no Brasil por problemas no combustível com etanol


Vendo atualmente a linha RS da Audi, M Sport da BMW e AMG da Mercedes-Benz marcando presença cada vez mais no Brasil, a Volvo vai na contra-mão. A empresa sueca revelou que não deve trazer a divisão esportiva Polestar no nosso mercado. Segundo a Volvo, os carros preparados não conseguem entregar toda a potência disponível com a gasolina brasileira, que tem, segundo a lei, 27,5% de etanol, mesmo utilizando gasolinas premium com alta octanagem, à venda no país. A marca destaca que os bicos injetores dos motores já trabalham com a vazão máxima possível e por isso, não há possibilidade de melhorar a pressão de injeção e garantir que S60 e V60 Polestar entreguem os 367cv de potência extraídos do motor 2.0 Turbo. A Volvo agora os equipa com motores 2.0 16v biturbo de quatro cilindros que desenvolvem 367cv de potência e um torque de 47,9kgfm. Esse novo motor é o mesmo que equipa S90, V90 e XC90 e substitui o 3.0 com seis cilindros em linha. Quando comparado ao 3.0, o 2.0 biturbo possui 17cv a mais de potência e 3kgfm de torque a mais. Este aumento de desempenho é devido ao turbocompressor maior, novo supercharger, novas bielas, bomba de combustível de maior capacidade e entrada de ar maior. Junto ao câmbio automático Geatronic de 8 velocidades e a tração nas quatro rodas, este novo motor consegue levar o S60 Polestar de 0 a 100km/h em 4,7 segundos e o V60 Polestar em 4,8 segundos, o que representa uma redução de 0,2s em ambos os casos. A velocidade máxima dos dois modelos é de 250km/h. Entre as novidades dessa versão estão as rodas de liga-leve de 20 polegadas, discos de freio maiores e nova direção assistida Tweaked. É uma pena para nós, brasileiros, ficar sem a divisão esportiva da Volvo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário