sexta-feira, junho 09, 2017

Renault desenvolve motor 2.0 16v SCe para estrear no segundo semestre de 2017, com o Captur


Parece que o atual motor 2.0 16v Flex da Renault está com os dias contados. Atualmente equipando Fluence, Duster,, Oroch e Captur, o motor deve ser substituído pelo 2.0 16v SCe Flex no segundo semestre de 2017, segundo a revista Quatro Rodas. Se juntando aos novos 1.0 12v e 1.6 16v SCe Flex, o 2.0 16v SCe Flex deve trazer diversos recursos para aumentar a eficiência, como tratamento redutor de atrito e sistema de gestão de energia da bateria. Daí a sigla SCe, que vem de Smart Control Efficiency. O motor segue em testes finais e deve trazer consigo opção de câmbio manual de 5 marchas ou automático CVT, colocando um fim de vez no câmbio automático de 4 velocidades. Esse motor deve estrear primeiro no Captur, modelo mais novo da marca e precisa urgentemente de uma mecânica mais moderna. O único defeito é que a Renault ainda não apostou nos motores Tubo TCe como na Europa, que entregam um torque bem maior a uma faixa de torque mais rápida, o que diminui o consumo de combustível e melhora a eficiência energética da marca. O motor em seguida deve ser oferecido para a nova geração do Duster em 2018 e para a picape Oroch na sequência. Ainda não se sabe se o SCe deve trazer aumento de potência e torque, o que seria bem-vindo, já que os 2.0 de hoje são capazes de entregar até 180cv de potência com injeção direta de combustível e 160cv com injeção comum. Hoje o 2.0 entrega 148/143cv com etanol e gasolina respectivamente.


Fonte: Quatro Rodas

Nenhum comentário:

Postar um comentário