sábado, junho 03, 2017

Mercado, maio de 2017: Brasil enfim volta a crescer, Fiat recupera vice-liderança e Chery quase triplica as vendas


Depois de três anos de queda, o mercado brasileiro ficou no azul, novamente. Graças ao ótimo mês de maio, com suas 190.148 unidades, o Brasil conseguiu melhorar seu desepenho comercial em relação ao mesmo período de 2016, aumento de 2,24% de acordo com a FENABRAVE, que destaca as 802.270 unidades nos cinco primeiro meses do ano contra as 784.789 unidades de 2016. Em relação a abril o crescimento foi de 24,80% e de maio de 2016 o crescimento chegou a 17,3%. É um crescimento pequeno, mas pode ser o início da retomada, pois há muito tempo não se via aumento real de vendas. As vendas diárias, que são o melhor termômetro para enxergar o que acontece no setor, também são recorde no ano: 8.643 unidades. O número é também o terceiro melhor desde dezembro de 2015. Entre as marcas, a Chevrolet liderou o mercado pelo 21º consecutivo e viu a Fiat conquistar a vice-liderança perdida para a Volkswagen neste início de mês. Em quarto aparece a Ford, que abriu certa distância de Hyundai e Toyota. O mesmo vale sobre a Renault com a Honda e a Jeep com a Nissan. Em 11º, a Citroën emplacou mais que a Peugeot por uma diferença de 149 unidades, seguidas de perto pela Mitsubishi. Líder entre as premium, a Mercedes-Benz foi a única a emplacar mais de 1.000 unidades, com Audi e BMW praticamente empatadas em 15º e 16º. A Kia, a espera de uma melhora no mercado ou o fim do IPI no final desse ano, ficou apenas em 17º. Na sequência aparecem Land Rover (18º), Suzuki (19º) e Chery (20º). A marca chinesa cresceu 182,54% em relação a abril graças ao lançamento do QQ Flex e da chegada da versão Smile, por R$25.990. Será interessante ver o desempenho da marca chinesa com a chegada do Tiggo2. Marcando presença nos últimos meses, Volvo e JAC caíram para 21º e 22º, separados por apenas três unidades. Destaque também para a Jaguar com seu recorde de vendas no Brasil, 168 unidades num mês. Maio ainda merece destaque pelo crescimento de MINI, Porsche e Dodge.



Ranking
1º Chevrolet - 33.644 (17,7%)
2º Fiat - 25.927 (13,6%)
3º Volkswagen - 24.393 (12,8%)
4º Ford - 18.727 (9,9%)
5º Hyundai - 17.495 (9,2%)
6º Toyota - 16.576 (8,7%)
7º Renault - 15.364 (8,1%)
8º Honda - 12.542 (6,6%)
9º Jeep - 7.415 (3,9%)
10º Nissan - 5.095 (2,7%)
11º Citroën - 2.167 (1,1%)
12º Peugeot - 2.017 (1,1%)
13º Mitsubishi - 1.908 (1,0%)
14º Mercedes-Benz - 1.202 (0,6%)
15º Audi - 852 (0,5%)
16º BMW - 815 (0,4%)
17º Kia - 701 (0,4%)
18º Land Rover - 556 (0,3%)
19º Suzuki - 456 (0,2%)
20º Chery - 356 (0,2%)
21º Volvo - 301 (0,2%)
22º JAC - 298 (0,2%)
23º Lifan - 247 (0,1%)
24º Jaguar - 168 (0,1%)
25º IVECO - 155 (0,1%)
26º MINI - 149 (0,1%)
27º Porsche - 123 (0,1%)
28º Subaru - 114 (0,1%)
29º Troller - 107 (0,1%)
30º Dodge - 53 (0%)

Nenhum comentário:

Postar um comentário