terça-feira, maio 16, 2017

Volkswagen revela que Virtus começa a ser produzido em novembro na fábrica de São Bernardo do Campo


A Volkswagen confirmou que a produção do seu novo sedã, o Virtus, começa no Brasil de Novembro deste ano. Com produção na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), de onde também deve ser produzido o Polo, o sedã deve ocupar a linha de produção que antes era do Jetta. O Virtus tem dimensões próximas a do Jetta atual, que também deve ganhar uma nova geração no final do ano. Faz algum tempo que a Volkswagen namora a ideia de ter um sedã entre o Voyage e o Jetta, ocupando a vaga deixado pelo Polo Sedan. Segundo Herbert Diess (presidente do conselho de administração da Volkswagen), o que revela o peso e a importância dada ao lançamento. Nas palavras do executivo, o Virtus será "nosso primeiro produto MQB para o Brasil feito para recuperar força na região". Com a revelação, o executivo enterra as chances de ser uma nova geração de Gol e Voyage com a plataforma MQB-A0 e sim a volta de Polo e o sedã com nome Virtus. O sedã será um projeto inteiramente novo e, portanto, sem qualquer relação com o Santana ou outro carro já existente, como se cogitou anos atrás. O Virtus e o Polo fazem parte de um projeto de produzir quatro modelos com plataforma MQB-A0, que devem se unir a T-Cross e a uma futura picape entre Saveiro e Amarok. Ainda não se sabe muito sobre a mecânica do Virtus, mas ele deve usar o motor 1.0 12v TSI Flex de 125cv de potência, o 1.6 16v MSI Flex de 120cv de potência e uma chance mais remota o 1.4 TSI de 150cv de potência, acoplado sempre ao câmbio manual de 6 marchas ou automático Tiptronic de 6 velocidades. Preços devem ficar entre R$62.000 a R$85.000.


Nenhum comentário:

Postar um comentário