quinta-feira, maio 11, 2017

Volkswagen Fusca e Scirocco correm sérioe risco de vida e podem não ganhar uma nova geração


Parece que a Volkswagen enfim se decidiu sobre o futuro da dupla Beetle (nosso Fusca) e Scirocco. Ambos devem completar seu ciclo de vida e não ganharão novas geração, ou seja, deixarão de ser produzidos em no máximo até 2020. Ambos ainda usam a plataforma PQ35 e devem deixam no mercado no horizonte próximo. Considerados veículos de imagem, segmento que não interessa para a Volkswagen no momento em sua reestruturação financeira de linha e com o prejuízo do Dieselgate. Além disso, ambos os modelos vendem pouco em todos os mercados que atuam justamente por serem modelos de imagem. Segundo a Autocar, Arno Antlitz, membro do conselho da marca, disse durante a reunião anual que "o Beetle (Fusca) e o Scirocco são os representantes de uma classe de veículos emocional, mas não há indícios de que eles continuarão em próxima geração". Há uma chance de sobrevivência para o Fusca conversível, já que, em alguns mercados, ele vende consideravelmente bem (e mais que o "coupé"). O executivo ainda revela que os modelos emocionais do atual lineup da marca alemã serão substituídos por automóveis elétricos. No Brasil, o Fusca é importado do México com preço de R$124.700 e traz motor 2.0 TSI de 211cv de potência. Já o Scirocco jamais foi vendido aqui, mas atualmente é vendido na Argentina.


Fonte: Autocar

Nenhum comentário:

Postar um comentário