quarta-feira, maio 17, 2017

Renault adia o início da pré-venda do Kwid no Brasil e hatch pode começar a ser vendido no Salão de Buenos Aires


Com a pré-venda prevista para acontecer no último dia 15 de Maio, a Renault parece que resolveu adiar o início da pré-venda do seu hatch popular. O palpite agora é que o modelo entre em regime de pré-venda a partir do Salão do Automóvel de Buenos Aires em Junho. O lançamento oficial ocorrerá em junho e de acordo com o apurado por nossa reportagem junto às revendas da marca, as primeiras unidades do modelo serão entregues em julho, quando de fato já terão unidades do modelo nos showroons. Chamado de o "o mais SUV dos compactos", o Kwid é desenvolvido para mercados emergentes, o nosso Kwid deve ser o modelo mais seguro do mundo, por trazer 140kg de reforços estruturais, chegando a 840kg. A Renault terá a capacidade de produzir 15.000 unidades do hatch por mês, para abastecer o Brasil e a Argentina primeiramente. Caso a Renault alcance esse objetivo, o Kwid poderia se tornar o líder do nosso mercado, mas certamente isso não deve acontecer visando seus rivais mais próximos. A Renault ainda deverá ser cuidadosa com seu preço para não acabar afetando as vendas do Sandero. Com lançamento no meio do ano (entre Junho a Julho), ele deve ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Segundo a Renault, em relação ao modelo indiano, o nosso Kwid se difere por mudanças na estrutura geral do modelo, maior refinamento na cabine e a primazia de oferecer airbags laterais como itens de série desde a versão de entrada. Com isso, a marca espera melhorar os baixos índices de proteção aos passageiros alcançados pelo Kwid “original” no exterior. No visual, as principais mudanças estão relacionadas ao desenho das rodas, que mantém os três furos”, e dos retrovisores, herdados do Sandero. O limpador do para-brisa será único, algo que o Fiat Mille fazia até 2013, quando saiu de linha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário