sexta-feira, maio 12, 2017

Mercado, Abril de 2017: Volkswagen retoma vice-liderança e Fiat cai para terceiro; Chery esboça reação


O Brasil fechou em Abril com152.370 unidades vendidas, representando uma queda de 17,1% em relação a Março de 2017 e uma queda de 3,3% em relação a Abril de 2016. Vale destacar que Abril teve a melhor média de vendas do ano e a terceira melhor nos últimos 16 meses, com 8.465 unidades, um aumento de 5,9% em relação a Março. O problema do mês foi ter apenas 18 dias úteis contra 22 de Março. No acumulado de 2017 a queda permanece pequena, em 1,7% em relação ao mesmo período de 2016, mostrando que o país ainda tem chances de se reerguer. No quadrimestre foram 612.200 unidades contra 622.620 unidades de 2016. Já a produção de veículos caiu 18,8% em Abril justamente pelos feriados de Tiradentes e Sexta-Feira Santa, sem falar na greve, também numa sexta. Com menos dias úteis, a produção somada de toda a indústria foi de 191,1 mil carros. Apesar da queda em relação ao mês anterior, isso representa um crescimento de 11,4% no comparativo com o mês de abril do ano passado. A produção nacional subiu 21% no primeiro quadrimestre de 2017, de acordo com a Anfavea. Foram 802 mil unidades fabricadas nos quatro primeiros meses, mas esse volume ainda está 18% abaixo da média dos 10 últimos anos, que foi de 977 mil unidades. Houve um aumento de 21,6% na produção de veículos leves e de 6,5% em caminhões, mas os ônibus fecharam com queda de 5,4%. No mercado, o setor fechou abril com 216,4 mil unidades em estoque, sendo 135,8 mil nas revendedoras e 80,6 mil nos pátios das fábricas. O volume representa 41 dias de vendas, o que não é alto, segundo a entidade que reúne as montadoras. As exportações tiveram uma queda de 14,2% se comparado com o mês anterior, o crescimento no comparativo com abril de 2016 mostra o expressivo crescimento de 48,1%, com o total de 58,8 mil unidades exportadas. Ao se analisar o desempenho do 1º quadrimestre, o resultado é ainda melhor: crescimento de 64,2%. Entre os automóveis e comerciais leves mais vendidos do Brasil em Abril, parece que fica visível a que ponto a líder de mercado Fiat chegou. Depois de perder a liderança em 2016 para a Chevrolet, em 2017 a marca italiana também começou a perdeu a sua vice-liderança para a Volkswagen. Enquanto a Chevrolet lidera com 26.708 unidades vendidas e a Volkswagen fica com 18.804 unidades, a Fiat apareceu em terceiro com 18.589 unidades. Há muito tempo não víamos a marca fora das primeira ou segunda colocações. Em quarto veio a Hyundai com 14.998 unidades, seguido pela Toyota em quinto com 14.495 unidades, a Ford em sexto com 14.490 unidades (esse trio separado por apenas 508 unidades), Renault em sétimo com 11.901 unidades, Honda em oitavo com 10.834, Jeep em nono com 6.764 unidades e a Nissan em décimo com 4.242 unidades no período. A Chery parece que está cada vez mais otimista. Depois de ficar no final do ranking, a marca chinesa mostra uma melhora com a chegada do QQ Flex e da versão Smile. Em breve deve trazer o Tiggo2, que deve melhorar ainda mais sua posição no mercado.


Ranking
1º Chevrolet - 26.708 (17,5%)
2º Volkswagen - 18.804 (12,3%)
3º Fiat - 18.589 (12,2%)
4º Hyundai - 14.998 (9,8%)
5º Toyota - 14.495 (9,5%)
6º Ford - 14.490 (9,5%)
7º Renault - 11.901 (7,8%)
8º Honda - 10.834 (7,1%)
9º Jeep - 6.764 (4,4%)
10º Nissan - 4.242 (2,8%)
11º Peugeot - 1.868 (1,2%)
12º Citroën - 1.679 (1,1%)
13º Mitsubishi - 1.512 (1%)
14º Mercedes-Benz - 1.022 (0,7%)
15º Audi - 777 (0,5%)
16º BMW - 626 (0,4%)
17º Kia - 608 (0,4%)
18º Land Rover - 493 (0,3%)
19º Suzuki - 329 (0,2%)
20º JAC - 309 (0,2%)
21º Volvo - 259 (0,2%)
22º Lifan - 162 (0,1%)
23º Iveco - 146 (0,1%)
24º Chery - 126 (0,1%)
25º Troller - 114 (0,1%)
26º Subaru - 103 (0,1%)
27º Jaguar - 98 (0,1%)
28º MINI - 72 (0,1%)
29º Porsche - 63 (0%)
30º Lexus - 47 (0%)

Nenhum comentário:

Postar um comentário