Grupo VW não pretender vender Bugatti e Bentley para diminuir gastos com Dieselgate, garante executivo


Os boatos que a Volkswagen pode se desfazer de alguma de suas marcas por causa do Dieselgate não param na Europa. Tanto que a marca veio a público confirmar que Bentley e Bugatti devem permanecer no Grupo Volkswagen assim como a Audi. Segundo Oliver Blume, diretor de marca de luxo da montadora, no final de semana. "Não há considerações para vender nada", disse Blume, que também é o chefe da unidade de carros esportivos da VW, a Porsche. Ele acrescentou que a cooperação entre a Porsche e a Bentley retornou mais do que a meta originalmente estabelecida de 100 milhões de euros em sinergias anuais. Especulações sobre Bentley e Bugatti surgiram após relatos de que a Volkswagen decidiu avaliar opções, incluindo uma possível venda do fabricante italiano de motocicletas Ducati, ainda especulado, para ajudar na despesa de gastos com o escândalo dos motores adulterados.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen deve trazer Jetta GLi ao Brasil, com motor 2.0 TSI melhorado para 220cv

Ford confirma retorno da Ranger XL, destinada especialmente para frotistas e produtores rurais

Versão de maior sucesso do sedã francês da Citroën, C4 Lounge Live esgota em dois meses

Picape do Fiat Mobi inicia bateria de testes e deve ser lançada em meados de 2019

Novidade do Salão de Genebra, Lexus confirma vinda do UX para 2019 no Brasil

BMW lança o X2 no Brasil, opção descolada ao X1, em duas versões com preço inicial de R$211.950

Volkswagen estuda expandir fábrica de São Bernardo do Campo (SP), que produz Polo e Virtus

Reestilizado, Chevrolet Cruze já roda em testes no Brasil e deve ser lançado em 2019

Jaguar diz que um futuro J-Pace é possível e dá a entender que SUV já está em desenvolvimento

Volkswagen lança nova geração do Tiguan no Brasil com carroceria AllSpace por R$124.990