segunda-feira, maio 22, 2017

Fora do Brasil desde 2016, motor 2.0 16v Flex da PSA deixa de ser produzido na Argentina, substituído pelo THP


A PSA parece que enfim deixou de produzir o motor 2.0 16v Flex nesta última semana. Produzido por lá há mais de 10 anos na localidade de Jeppener, o motor equipada Citroën C4 Lounge, Peugeot 308 e Peugeot 408, mas em um curto espaço de tempo também esteve presente em Citroën C4 Hatch, Citroën C4 Pallas, Peugeot 307 e Peugeot 307 Sedan e os importados Citroën C5, Citroën C5 Estate, Citroën C4 Picasso, Citroën Grand C4 Picasso e Peugeot 307CC, esses movidos apenas com gasolina. Com potência de 143cv com gasolina e 151cv com Etanol, o motor já não atendia mais às regras anti-poluição cada vez mais rígidas em todo o mundo. Não diferente da América do Sul, ele respeitava as legislações da Euro3, enquanto a Argentina já pratica a legislação Euro5. No Brasil o motor deixou de ser oferecido oficialmente em 2016, quando foi substituído de vez pelo 1.6 THP Flex. O grupo francês não confirmou o que deve produzir no lugar do motor 2.0 na unidade de Jeppener. Aqui, o grupo francês ainda explora o antigo 1.5 8v, mas já dispõe do mais moderno Puretech 1.2 de três cilindros, que entrega até 90cv. Espera-se a chegada da versão turbo, que deve encerrar a carreira do 1.6 16v e apressar a saída do 1.5 8v.



Nenhum comentário:

Postar um comentário