sexta-feira, maio 26, 2017

BMW desenvolve nova geração do Z4 e "Z5 não existe" segundo executivo da marca em entrevista


Parece que o BMW Z4 não deve sair de linha como se pensava. O roadster alemão que está sendo desenvolvido em parceria com a Toyota não deve ser chamado de Z5 através do que se sabia até então. Desde o início da parceria entre a BMW e a Toyota para a produção de um coupe/cabriolet esportivo, o sucessor do Z4 recebeu o nome de Z5. Mas Ludwig Willisch, CEO da marca alemã nos EUA, agora decidiu esclarecer o assunto. “Estamos desenvolvendo um roadster, mas não será o Z5 - isso foi uma coisa inventada por alguém e totalmente sem fundamento”, afirmou Willisch. Recusando revelar o nome do futuro esportivo da marca de Munich, entretanto, o alemão não prescindiu de responder com humor: “O futuro roadster será batizado de Z... Provavelmente 4!”. Com promessa de ser apresentado ainda em 2017 ou no máximo no início de 2018, o novo roadster deve voltar às origens ao usar capota de lona no lugar do teto rígido. Caso isso se confirme, a terceira geração do Z4 começa a ser produzido em novembro de 2018, mas pode ser revelado antes. Na sua mecânica, o esportivo poderia ser equipado com um motor 2.0 Turbo de 197cv de potência e 32kgfm de torque para a versão s20i. Essa seria a versão de acesso do novo Z4, tendo ainda uma versão s30i, que usaria motor 3.0 TwinPower Turbo de seis cilindros em linha. No topo da linha deverá surgir um M40i M Performance com uma versão mais potente desse motor. Ambos os seis cilindros deverão contar de série com uma transmissão automática de oito velocidades e tração traseira de série. Além disso, é possível que venha a contar também com uma opção híbrida, com a possibilidade de integração de tração integral xDrive. Ele deve ser produzido na Áustria junto com o novo Toyota Supra.



Fotos: AutoGuide

Nenhum comentário:

Postar um comentário