quinta-feira, maio 25, 2017

Audi revela os lançamentos que deve fazer em 2018, entre eles o R8 Spyder e até mesmo o Q2


A Audi confirmou que deve trazer novidades interessantes novidades no mercado brasileiro em 2018. Provisoriamente a marca confirmou que deve trazer R8 Spyder, RS5 Coupé e Sportback, TTRS e a nova geração do A8. O Q2, que certamente seria um dos seus automóveis mais vendidos, pode ser lançado no ano que vem se o Dólar permitir. Cotado para ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR), o Q2 fica abaixo do Q3 e deve descer do lado premium para concorrer com Jeep Renegade, Peugeot 2008, Honda HR-V entre outros. O utilitário já Audi já é cotado para ser produzido no Brasil e a Audi falou em Genebra que essa seria a intenção. A Audi declarou que quer fabricar o Q2 no Brasil, mas está preocupada com a crise atual no mercado interno. O novo utilitário esportivo da marca alemã é feito sobre a plataforma MQB, a mesma do Golf e A3, medindo 4,19 m de comprimento, 1,79 de largura, 1,51 de altura e 2,60 de entre-eixos. A meta da Audi é produzir o Q2 na fábrica de São José dos Pinhais (PR) ao lados dos irmãos A3 Sedan e Q3. Com a atual situação brasileira, a Audi resolveu pisar no freio com a produção nacional do Q2. Aqui estima-se preços entre R$110.000 a R$150.000, sendo vendido apenas com motor 1.4 TFSI Flex de 150cv e 25,5kgfm, acoplado com câmbio automático de 6 velocidades Tiptronic. Já o novo TT RS se destaca pelo seu design invocado. A suspensão foi rebaixada em 10 milímetros e pode receber amortecedores adaptativos como opcional. As rodas são de aro 19″ com freios a discos de 370mm são standard, com opção de aros 20″ polegadas com discos de carbono-cerâmica. A tração é sempre integral Quattro, marca registrada dos esportivos da Audi, ainda mais no TT RS. Visualmente, o TT RS se distingue pelo novo para-choque dianteiro com entradas de ar mais saradas, novo para-choque traseiro com as saídas de escape ovais, cobertura de fibra de carbono nos retrovisores, asa traseira fixa e faróis de LEDs. Como opcional, há faróis Matrix OLED (diodos de luz orgânicos) pela primeira vez num Audi de produção.


Em relação a geração anterior, o TT RS ficou 10kg mais magro. Ele usa o motor 2.5 TFSI que desenvolve 400cv de potência com torque de 48,9kgfm de força, que infelizmente não conta com opção de câmbio manual. O novo TT RS conta apenas com câmbio automático S-TRONIC de dupla embreagem de 7 velocidades. Segundo a Audi, o novo TT RS acelera de 0 a 100km/h em 3,7 segundos no Coupé e 3,9 segundos no Roadster. O R8 Spyder manterá a capota de lona da geração anterior, porém, com melhorias para acomodar melhor o mecanismo retrátil. No lugar da tampa de vidro no motor, como no R8 coupé, a variante conversível terá uma superfície aparentemente de metal com entradas de ar para refrigerar o propulsor, localizado na traseira. O R8 Spyder conta com um motor 5.2 V10 que desenvolve 540cv de potência e um torque de 55kgfm, acoplado a um câmbio automático S-TRONIC de 7 velocidades e dupla embreagem. O conjunto garante aceleração de 0 a 100km/h em 3,6 segundos, com velocidade máxima de 318km/h. Por fim o RS5 Coupé/Sportback conta com motor 2.9 TFSI V6 Biturbo que desenvolve 450cv de potência com torque de 61,2kgfm, um ganho de 17,3kgfm em relação ao modelo anterior. O modelo acelera de 0 a 100km/h em 3,9 segundos e chega a velocidade máxima de 280km/h, limitada eletronicamente.


O câmbio é automático de 8 velocidades, com tração integral Quattro e para-lamas alargados. Entre as mudanças do A5 Coupé para o RS5 Coupé, ele se difere por para-choque com grandes tomadas de ar e pela grade frontal mais estreita e larga, além do para-choque exclusivo e das novas saídas de escapamento. As rodas são de 19 polegadas, com a opção de um conjunto de 20 polegadas. Sequer apresentado na Europa, o novo A8 será o primeiro automóvel da Audi a ser produzido com condução autônoma graças ao recurso Traffic Jam Pilot, o novo modelo poderá ser conduzido com o modo autônomo em estradas a velocidades de até 60km/h. A tecnologia deverá evoluir nos próximos anos e a marca estima que um carro totalmente autônomo chegará às ruas até 2025. O novo A8 deve seguir o design antecipado pelo Prolongue Concept, apresentado há dois anos. A plataforma da nova geração será a MLB EVO, que com o uso de materiais leves, perderá 200kg em relação ao modelo atual. Entre os equipamentos, o modelo terá faróis a laser, lanternas traseiras em OLED, novos sistemas de entretenimento com telas OLED e suporte de controles por gestos, entre outros. Na mecânica, o novo A8 deve usar o mesmo motor do Bentley Bentayga, um 6.0 W12 biturbo que desenvolve 608cv de potência e 91,8kgfm de torque.


Nenhum comentário:

Postar um comentário