Volkswagen quer preços competitivos, próximos a modelos a combustão, para linha de elétricos ID


A Volkswagen confirmou no Salão do Automóvel de Xangai, na China, que sua futura linha de automóveis elétricos, a ID, deve apostar no custo/benefício. A marca alemã confirmou que planeja vender seus elétricos com preços equivalentes aos modelos convencionais, movidos por gasolina ou diesel. Com essa proposta, a empresa aposta que sua meta será alcançar a redução de custos na produção dos elétricos com a plataforma modular especial MEB. O objetivo é ser um dos 10 grupos consolidados na China para produção de automóveis elétricos (atualmente são cerca de 200 independentes) e alavancar suas vendas nos EUA. Isso deve evitar a imagem da marca no Dieselgate com a emissão zero dos seus elétricos, caso o preço for equivalente a automóveis comuns. O outro alvo seria o crescimento da Tesla com o Model 3, que deve custar US$35.000 sem os benefícios fiscais do governo estadual e federal norte-americano. Nova era, nova fase.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen deve trazer Jetta GLi ao Brasil, com motor 2.0 TSI melhorado para 220cv

Versão de maior sucesso do sedã francês da Citroën, C4 Lounge Live esgota em dois meses

Picape do Fiat Mobi inicia bateria de testes e deve ser lançada em meados de 2019

BMW lança o X2 no Brasil, opção descolada ao X1, em duas versões com preço inicial de R$211.950

Ford confirma retorno da Ranger XL, destinada especialmente para frotistas e produtores rurais

Volkswagen lança nova geração do Tiguan no Brasil com carroceria AllSpace por R$124.990

Reestilizado, Chevrolet Cruze já roda em testes no Brasil e deve ser lançado em 2019

Face-lift de Renault Sandero e Logan é adiado para o primeiro semestre de 2019

Hyundai Santa Cruz será do tamanho da Fiat Toro e é confirmada para 2020 nos EUA

Revista confirma face-lift de Volkswagen Gol e Voyage ainda no 1º semestre e Saveiro muda no 2º