sábado, abril 08, 2017

Brasil, Março de 2017: mercado cresce depois de 26 meses de queda e Nissan é o destaque do mês


Pela primeira vez um crescimento em relação ao mesmo período do ano passado, de 6,1% em relação a Março de 2016, o último mês de Março foi responsável por 183.868 unidades, um aumento de 38,3% em relação ao mês anterior, Fevereiro. Com 23 dias úteis de venda, a média de venda ainda é baixa, de 7.994 unidades por dia, que fizeram com que o primeiro trimestre fechasse em 459.856, uma queda de 1,1% em relação ao mesmo período de 2016, quando foram vendidas 465.042. O crescimento de Março pode indicar um crescimento nos próximos meses e consequentemente, um crescimento no acumulado do ano. Na liderança, a Chevrolet se manteve firme e forte pelo 19º mês consecutivo, enquanto a Fiat perder mercado a ponto de a Volkswagen quase roubar sua vice-liderança. A diferença entre as duas foi de apenas 285 unidades a favor da marca italiana. A Hyundai voltou a ter força e fechou em quarto com 18.598, abrindo uma confortável diferença em relação a Ford (5º) e Toyota (6º), separadas por apenas 191 unidades. A Renault veio novamente em sétimo, seguida da Honda em oitavo. O destaque deste mês fica por conta da japonesa Nissan, que quebrou seu recorde de vendas com 8.677 unidades e 4,7% de participação no mercado, diminuindo a vantagem no acumulado do ano para a Jeep, que ficou em décima neste mês. Depois de um rio de diferença, a Peugeot ficou em 11º, seguido de Citroën e Mitsubishi. Líder entre as premium mais uma vez, a Mercedes-Benz vendeu 1.067 unidades. Destaque também para a Subaru com suas 161 unidades, uma das melhores dos últimos meses e a nova linearidade da Jaguar, que tem mantido mais de 100 emplacamentos por mês. Destaque negativo ficou para a Chery com apenas 88 unidades vendidas no Brasil. A marca chinesa aposta na motorização Flex do QQ e na chegada do Tiggo2, que pode dar uma guinada nas vendas da marca.


Ranking
1º Chevrolet - 31.012 (16,9%)
2º Fiat - 23.734 (12,9%)
3º Volkswagen - 23.450 (12,8%)
4º Hyundai - 18.598 (10,1%)
5º Ford - 16.825 (9,2%)
6º Toyota - 16.634 (9,1%)
7º Renault - 13.089 (7,1%)
8º Honda - 11.995 (6,5%)
9º Nissan - 8.677 (4,7%)
10º Jeep - 7.622 (4,2%)
11º Peugeot - 2.229 (1,2%)
12º Citroën - 1.890 (1%)
13º Mitsubishi - 1.819 (1%)
14º Mercedes-Benz - 1.067 (0,6%)
15º Audi - 907 (0,5%)
16º Kia - 828 (0,5%)
17º BMW - 744 (0,4%)
18º Land Rover - 519 (0,3%)
19º Suzuki - 356 (0,2%)
20º JAC - 293 (0,2%)
21º Volvo - 259 (0,1%)
22º Lifan - 239 (0,1%)
23º Subaru - 161 (0,1%)
24º IVECO - 151 (0,1%)
25º Troller - 130 (0,1%)
26º Jaguar - 124 (0,1%)
27º Porsche - 114 (0,1%)
28º MINI - 104 (0,1%)
29º Chery - 88 (0,1%)
30º RAM - 45 (0%)
31º Lexus - 45 (0%)
32º Dodge - 17 (0%)
33º Effa - 12 (0%)
34º RDK - 11 (0%)
35º Asa - 10 (0%)
36º Shineray - 8 (0%)
37º Geely - 6 (0%)
38º BYD - 6 (0%)
39º Maserati - 6 (0%)
40º Chrysler - 5 (0%)
Outros - 39

Nenhum comentário:

Postar um comentário