sábado, março 25, 2017

Segunda geração do Renault Kangoo, baseado no Dacia Dokker, chega sim ainda neste ano


A Renault deve ter um ano bastante agitado. Depois do Captur, o próximo é o Koleos e depois o Kwid. O novo Kangoo também deve ser uma novidade a ser revelada ainda em 2017, Em testes no Brasil e na Argentina, de onde deve ser produzido, o modelo deve ser idêntico ao Dacia Dokker se não fosse pela troca de logotipos. Concorrente direto de Fiat Fiorino e Doblò, a nova geração do modelo pode voltar a ser vendida com opção de passageiros, não só no modelo furgão, como acontece hoje. O modelo deve se beneficiar de boa parte das peças de Sandero e Logan, que também começaram a ser produzidos no país vizinho. Conhecido internamente como "Dacia Kangoo", o modelo ainda tem um nome incerto no nosso mercado. Há chances de ele ser uma segunda geração do Renault Kangoo e não usaria o nome Dokker do modelo romeno. O investimento de US$800 milhões na fábrica da Argentina, em Santa Isabel, região de Córdoba deve servir para três projetos. O montante de dinheiro foi destinado primeiramente a produção de Logan, Sandero e Sandero StepWay na Argentina, que deve desafogar a produção paranaense. Só a vinda do utilitário e os compactos para a Argentina custou US$100 milhões. Como usa a mesma plataforma B0 de Sandero e Logan, isso reduz os custos de produção local e o investimento de US$100 milhões deve ser para maquinário e outras partes da produção. No Brasil, a nova Kangoo deve ser equipada já com o novo motor 1.6 16v Flex que entrega 118/116cv de potência com câmbio manual de 5 marchas. Ele conta com 4,36 metros de comprimento, 1,75 metro de largura, 1,85 metro de altura (contando o rack), entre-eixos de 2,81 metros e porta-malas de 800 litros, oferece um ótimo espaço interno. Ele leva 5 passageiros e, os bancos que ainda não sejam dos mais largos, deve permitir o uso de 3 cadeirinhas de criança no banco traseiro, como o Isofix em todos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário