Seat quer fábrica no México para vender na América do Norte, Central e do Sul depois de 2020


Apesar da crise instaurada na maioria dos países da América do Sul, algumas parecem que querem entrar nesse mercado um pouco mais forte. A Seat, vendida em alguns mercados, pretende erguer uma fábrica no México para vender seus automóveis na América do Sul. Representando lucros pela primeira vez desde 2007 em 2016, a Seat deve expandir mercado para ter uma situação melhor. A espanhola deve investir pesado na América, podendo erguer uma fábrica no México que possa abastecer tanto a América do Norte, como a Central e do Sul. Os investimentos devem começar a aparecer no início da próxima década, em um movimento de menor exposição na Europa. Comprada pela Volkswagen desde 1986, cerca de 90% das vendas da marca hoje respondem apenas pelo mercado europeu, o que é demais para um mundo globalizado. Depois de quase uma década de perdas, em 2016 a Seat deu um lucro operacional de 153 milhões de euros graças ao sucesso do Ateca, seu primeiro utilitário esportivo. Além disso, a nova geração do Ibiza e mais dois utilitários esportivos devem fazer com que a marca cresça no mundo todo. A Seat não revelou quais mercados tem interesse, mas certamente Estados Unidos, Canadá, México, Brasil e Argentina são os mercados de maior foco para a empresa. No Brasil, caso a Seat retorne ao nosso mercado, ela deve se destacar pelo design mais esportivo, que deve chamar atenção dos consumidores. Vale destacar que a empresa espanhola já esteve no nosso mercado entre 1995 a 2002 e desde então nunca mais retornou. Pode ser, quem sabe, a chance para retomar a atividade no país. Atualmente, Ibiza, Leon e Ateca seriam modelos interessantes para o Brasil.




Fonte: Reuters

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Versão de maior sucesso do sedã francês da Citroën, C4 Lounge Live esgota em dois meses

Picape do Fiat Mobi inicia bateria de testes e deve ser lançada em meados de 2019

Citroën C5 AirCross é registrado no INPI e pode indicar importação do SUV para o Brasil

Mercedes-Benz Classe A Sedan estreia na China durante Salão de Pequim como "mini-C"

Reestilizado, Chevrolet Cruze já roda em testes no Brasil e deve ser lançado em 2019

Toyota confirma Corolla Hybrid e C-HR elétrico para 2019 na China, parte da sua estratégia

Volkswagen Golf reestilizado pode atrasar, de novo, e ficar para meados do segundo semestre

Face-lift de Renault Sandero e Logan é adiado para o primeiro semestre de 2019

Mercedes-Benz começa a produzir o novo Classe A na fábrica de Rastatt, na Alemanha

Segundo jornal, Chery e CAOA podem desenvolver carro específico para Brasil