quarta-feira, março 22, 2017

Reestilizado Mercedes-Benz Classe S deve trazer de volta o motor V6, inexistente na atual geração


Com lançamento marcado para os próximos meses, o face-lift do Mercedes-Benz Classe S deve trazer mudanças sutis no design externo e interno do sedã mais luxuoso da marca. Esperado para ser apresentado no Salão de Nova York, a reestilizado do Classe S ainda deve trazer de volta uma nova opção de motor que ficou ausente na apresentação da atual geração. O motor V6, que foi oferecido na geração W140 de 1991 a 1998, a geração de 1998 a 2005 mas o motor deixou de ser oferecido nos últimos anos. Até a geração anterior, a Mercedes oferecia na versão AMG e no face-lift programado para os próximos anos deve estar disponível com motor turbo diesel. Durante o Salão de Detroit, nos Estados Unidos, o chefe de desenvolvimento da Mercedes, Ola Kallenius, disse que a projeto a ser aplicado ao Classe S será o primeiro com integração entre dados dos sensores e de mapas em um carro de produção. O sistema deve permitir que o sedã de luxo da Mercedes detecte uma curva e julgar se a velocidade do automóvel está muito alta para contornar o trecho. Se ele perceber que sim, deve reduzir a velocidade e tangenciar a curva com mais segurança. Além disso, o sistema de Classe S mapeia todo o território alemão e não apenas 80% como os concorrentes. Porém Kallenius confirmou que o sistema pode prever falhas. Se porventura na saída da curva não houver linhas pintadas na estrada para o carro se guiar, e ele perder a referência, terá a capacidade de tomar uma decisão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário