Para a produção do Captur e do Kwid, Renault deve contratar 700 funcionários em São José dos Pinhais


Para a produção do Captur, a Renault deve aumentar o quadro de funcionários da fábrica de São José dos Pinhais (PR). A marca prevê que a demanda do modelo em outros mercados deve ser maior que a demanda do modelo no Brasil, já que a Renault quer exportar o SUV para quase todos os países da América do Sul. Com isso, cerca de 700 novos funcionários serão contratados. A partir deste mês de Março a Renault volta a reativar o terceiro turno para dar conta da produção do Captur e do futuro Kwid. A Renault declarou que o aumento do número de funcionários se dará em função das exportações do Captur, cujos destinos na região somam seis mercados, incluindo Argentina e Colômbia. De acordo com o sindicato local, a Renault não espera crescimento em 2017, mas sim uma estabilização nas vendas, mas com a volta do terceiro turno a marca fica pronta para 2018 e 2019, quando o Brasil deve dar sinais de melhoras mais consistentes, saindo na frente das concorrentes, ainda um tanto quanto inseguras de abrir novo turno ou novas fábricas no mercado.


Fonte: TribunaPR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Marco do seu renascimento, Chery lança Tiggo2 no Brasil por R$59.990 iniciais

BMW lança oficialmente a nova geração do X3, em duas versões, e parte de R$309.950

Ford Fusion deve ser reestilizado ainda em 2018 no Brasil e gama de motores vira questionamento

Citroën lança reestilizado C4 Lounge por R$93.920 iniciais, que recebe upgrade e downgrade

Peugeot lança o 5008 no mercado brasileiro em duas versões e preços que começam em R$157.490

Porsche revela as primeiras imagens do Cayenne Hybrid, em testes finais na África do Sul

Nissan confirma desenvolver March emergente, com a mesma plataforma V do Kicks

Maserati apresenta o Levante Trofeo no Salão de Nova York, com motor V8 de 598cv

Depois de tanta espera, Ford lança oficialmente o Mustang GT no Brasil por R$299.990

FCA inicia reparo da RAM 2500, que envolve 3.527 unidades desde 2014 com defeito no câmbio