quarta-feira, março 29, 2017

Kia Bongo volta a ser produzido no Uruguai e chega ao Brasil por R$73.990, sem nenhuma alteração


A Kia confirmou que o Bongo voltou a ser produzido no Uruguai. A fábrica, localizada em Montividéu, capital do país vizinho, é feito pela empresa Nordex e sua produção havia sido interrompida há um ano. O comercial leve da marca sul-coreana chega sem novidades em relação ao modelo importado e conta com motor 2.5 Diesel que desenvolve 130cv de potência e 26kgfm de torque, acoplado ao câmbio manual de 6 marchas, com uma capacidade de carga de 1.812kg, gerando um peso bruto total de 3.392kg. Entre os itens de série, o Bongo conta com direção hidráulica, freios ABS com EBD, airbag duplo, travas e vidros elétricos, rodas de aço aro 15 polegadas, entre outros. Classificado como VUC (Veículo Urbano de Carga), o modelo pode receber diversos tipos de carroceria e está isento de rodízio em São Paulo. Inaugurando uma nova sede administrativa no país, o novo ponto conta com um terreno de 7,2 mil metros quadros com cerca de 6 mil metros de área construída. No local estão concentrados o showroom, escritórios, oficina, centro de distribuição de peças e centro de capacitação. Com as novas instalações, a Kia vai atender à rede de concessionários uruguaios e também dará suporte a produção e exportação do caminhão leve Bongo, que voltará a ser fabricado na planta da parceira Nordex em Setembro e terá como destino principalmente o mercado brasileiro. “Apesar da forte competitividade do mercado uruguaio, onde todas as montadoras internacionais estão presentes, temos o orgulho de já representar 3% de marketshare, percentual muito importante para a Kia Motors. Com a nova sede administrativa, teremos oportunidade de oferecer mais suporte técnico-comercial à rede de concessionárias e também aos clientes finais, em uma demonstração clara de que o Grupo Gandini acredita no mercado uruguaio”, afirma José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil e da Kia Motors de Uruguay. A linha de montagem do Bongo deve empregar 100 empregados diretos e outros 300 indiretos, incluindo toda a base de fornecedores do Uruguai, Brasil e Argentina. O preço do utilitário é de R$73.990, vendido em versão única, a K2500.


Nenhum comentário:

Postar um comentário