quarta-feira, março 15, 2017

Delicado, Mercedes-Benz Project One terá motor com capacidade de rodar apenas 50.000km


O hiperesportivo da Mercedes-Benz, conhecido como Project One será uma verdadeira joia sobre rodas. O carro deve custar mais de US$3 milhões e desenvolve o coupé junto com a aniversariante AMG, que completa 50 anos e ganha a versão de produção para comemorar o meio século. Porém surgiu a notícia que a Mercedes deve colocar um motor um tanto quando delicado, que deve ter vida útil de apenas 50.000km. Depois disso, deve ser inteiramente reconstruído ou substituído por um novo. Apesar dessa limitação, os números são impressionantes: mais de 1.000cv de potência e capacidade para superar as 11.000rpm - praticamente igual a um carro de F1. Fazem parte do conjunto também dois motores elétricos e uma transmissão automatizada de embreagem simples - um sistema duplo ficaria pesado demais, explicou Tobias Moers. Limitado a 275 unidades, o Project One terá propulsor central que compartilhará a transmissão com os carros de F1. Apesar de 1.000cv "confirmado", o bólido pode chegar a 1.200cv de potência, como sugeriu Moers. Ainda sob desenvolvimento e conhecido apenas pelo código R50, a única imagem divulgada até agora é imagem abaixo. O grande destaque será o motor 1.6 V6, o mesmo usado pelos carros de Fórmula 1. A potência combinada deve ser de 1.000cv de potência. Para adequar o motor de F1 ao Project One e, consequentemente, homologá-lo às ruas, a AMG teve que realizar uma série de modificações. Entre elas, a alteração da taxa de compressão (especialmente para a legislação de emissões de poluentes), virabrequim e cabeçote são fundidos e o sistema de injeção direta de combustível também foi adaptado (em neutro, um F1 mantém o giro do motor em cerca de 4.000rpm, enquanto o Project One ficará em torno de 1.200rpm).


Nenhum comentário:

Postar um comentário