segunda-feira, fevereiro 27, 2017

Nissan deve começar a contratar 600 novos funcionários e abrir novo turno para produção do Kicks


A Nissan deve passar a produzir o Kicks nos próximos meses em Resende (RJ). O que se sabe é que a produção não deve começar em Março como o previsto. Isso porque a marca nipônica recém deve contratar os 600 novos funcionários, que serão concluídas até Setembro (a Nissan deve ir contratando aos poucos, pelo visto). Com visão de longo prazo, a Nissan espera ter até 2.100 funcionários na produção dos modelos Kicks, March e Versa. A meta da empresa é alcançar a quinta ou sexta posição no mercado nacional nos próximos anos. A marca ingetou R$200 milhões na fábrica neste ano para a produção do utilitário esportivo. Recentemente, a equipe da área de Montagem Final (Trim & Chassis) entregou as primeiras unidades de testes para os executivos globais da companhia, entre eles o vice-presidente executivo mundial de Manufatura e Logística da Nissan, Fumiaki Matsumoto. Os modelos fazem parte das unidades finalizadas pela equipe de Resende durante a primeira etapa de testes dos equipamentos e treinamento dos funcionários na linha de produção. A fábrica já possui hoje, com os modelos March e Versa, um dos melhores indicadores de qualidade do grupo Nissan em todo o mundo. Porém o Kicks conta com uma maior complexidade de montagem ao longo da linha de produção, o que exige que a operação seja cerca de 20% superior que a de March e Versa. O SUV precisa de diferenciais nos componentes eletrônicos, devido a diversidade de tecnologia embarcada no modelo. Para concluir a fabricação do SUV em Resende, a Nissan utiliza equipamentos e postos de operação específicos para a montagem dos racks de teto flutuante e a calibração das câmeras 360º, tecnologia que oferece ao motorista uma visão geral auxiliadora por quatro câmeras. Ao todo são feitas 890 operações de montagem somente do novo modelo na linha final. Primeiro país a recebê-lo, o Brasil ainda deve se tornar um pelo de exportação, uma vez que a Nissan pretende exportá-lo para 80 países.


Nenhum comentário:

Postar um comentário