terça-feira, fevereiro 07, 2017

NanoFlowcell Quant 40Volt ganha autonomia de 1.000km com nova opção de motor, com 760cv


A NanoFlowcell divulgou que o seu superesportivo Quant dotado de um motor elétrico dotado de células de fluxo de combustível, chamado de 40Volt. A nova opção deve ser apresentado no Salão de Genebra e essa tecnologia pode ser revolucionária pela sua eficiência energética prometida. Considerado um elétrico puro, ele não possui baterias de lítio ou de outro material, mas sim energia elétrica externa. A NanoFlowcell defende que sua tecnologia é mais simples e barata que a dos carros elétricos comuns. O dispositivo nanoFlowcell é do tamanho de uma caixa de sapato e é conectado em dois tanques com um total de 150 litros. Cada reservatório é abastecido com um líquido eletrolítico chamado bi-ION, declarado pela própria Nano como não-tóxico e não inflamável. O armazenamento e a logística do bi-ION são semelhantes às de outros combustíveis. Mas o que faz o tal líquido eletrólito? Ao passar pelo nanoFlowcell, ele reage dentro das células de fluxo e produz eletricidade, que é imediatamente enviada para os motores elétricos. Ele apresenta uma autonomia de 1.000km por reabastecimento. Segundo a marca, o custo de produção do bi-ION em escala industrial deve custar US$0,10 por litro. Para abastecer o Quant seria preciso de US$15 para rodar 1.000km. Mas, com os custos de distribuição, margens, etc, o custo para abastecer será maior. Com 760cv, o bólido vai de 0 a 100km/h em 2,4 segundos e tem máxima de 300km/h.


Nenhum comentário:

Postar um comentário