quarta-feira, fevereiro 08, 2017

Mercedes-Benz Classe X já está disponível para reservas no Reino Unido, mas vendas só no fim do ano


Primeira picape premium do mercado global, a Mercedes-Benz Classe X Concept deve ser uma aposta ainda para 2017 da marca para alguns países do mundo. Na Europa, onde deve ser apresentada primeiro, deve ser revelada no Salão do Automóvel de Frankfurt. Porém antes mesmo de ser apresentada, a Mercedes já vende a Classe X no Reino Unido. Calma, ela está sendo vendida em pré-venda. Por cerca de £1.000 (R$3.900), você pode incluir o seu nome na lista de pedidos da inédita picape de luxo. E caso haja desistência, não tem problema: a Mercedes-Benz devolve a taxa de reserva integralmente. Revelada primeiramente por conceito e logo em seguida, no ano que vem, deve ser apresentada a versão de produção, a Classe X vem para ser a irmã premium de Nissan Frontier e Renault Alaskan. Apesar da Mercedes-Benz dizer que a picape seria totalmente nova, basta ver sua lateral para ver que é a mesma das picapes da Nissan e da Renault. No caso do protótipo, a Mercedes diz que se inspirou na sua gama de SUVs para chegar a uma fórmula que unisse esportividade, elegância e espírito de aventura. “Com a Classe X vamos fechar uma das últimas lacunas em nosso portfólio”, disse o chefão Dieter Zetsche. “É uma picape que vai definir novos padrões neste segmento em crescimento”, completou. No design, destaque para os faróis são pequenos e dotados de LEDs, enquanto a grade é enorme e dotada com a estrela de três pontas “sustentada” por frisos duplos cromados. Na versão off-road, contando com duas barras estilizadas de cada lado e acabamento preto. Na mecânica, os dois conceitos ao que tudo indicam deve ter motor V6 turbo diesel e tração 4MATIC, além da tração ondemand e dois bloqueios de diferencial para ter força mesmo com 1,1 tonelada na caçamba ou puxar até 3,5 toneladas. Tudo levar a crer que será usado o motor 3.0 V6 que desenvolve 265cv de potência e torque de 63kgfm, acoplado a um câmbio automático de 9 velocidades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário