terça-feira, fevereiro 07, 2017

Lançado há um ano, nova geração do BMW X1 mostra como é possível um modelo evoluir e virar referência


A nova geração do BMW X1 mostrou que é possível se tornar referência no segmento ao ganhar uma nova geração. Atualmente o SUV Compacto da BMW é um dos mais modernos e que mais representa esse segmento, uma vez que o Audi Q3 já é um veterano e o Mercedes-Benz GLA mais parece um hatch bombado. A primeira geração do X1 tinha seus predicados, mas muitos o achavam feio pelo seu design misto de esportivo com crossover e minivan por ser baixo, com capô comprido e um design que não era adorado por alguns consumidores, coisa que a BMW tratou muito bem na segunda geração. O utilitário-esportivo ganhou 53mm na altura e 23mm na largura, aumentando o espaço interno, com 40mm a mais na posição de dirigir e 74mm no espaço para as pernas dos ocupantes traseiros. O porta-malas passou para 505 litros, chegando a 1.505 litros com os bancos traseiros rebatidos. O motor do novo X1 é o conhecido 2.0 16v Turbo que desenvolve 192cv de potência com torque de 28,5kgfm, acoplado a uma transmissão automática ZF de 8 velocidades. As versões mais caras contam com o mesmo motor, mas este é biturbo e desenvolve 231cv de potência e torque de 35,7kgfm, sempre com o mesmo câmbio. O resultado surtiu nas vendas. O X1 saiu de um pacato terceiro lugar no segmento para a vice-liderança em 2016 e tem chances de roubar a liderança do Audi Q3 em 2017.


Nenhum comentário:

Postar um comentário