Kia deve apostar em automóveis movidos a hidrogênio a partir de 2021, possivelmente um SUV


Em entrevista concedida nesta semana à revista Autocar, o executivo da Kia, Artur Martins, confirmou que a Kia colocará no mercado dentro de poucos anos automóveis movidos a hidrogênio. Chefão da área de marketing da empresa na Europa, Martins adiantou que o projeto está em estágio avançado de desenvolvimento que deve estrear em meados de 2021. Questionado mais a fundo, o executivo disse também que o carro será inédito, descantando a possibilidade de ser um modelo adaptado, como o Hyundai ix35 Fuel Cell. O conceito deve ser o mesmo com o utilitário esportivo Niro, vendido apenas com motor híbrido. O formato da carroceria do modelo movido a hidrogênio ainda é um mistério mas devido a proliferação de SUVs no mercado europeu, não seria novidade se não fosse um novo crossover. Na mecânica, tudo indica que a novidade terá motorização equivalente a um propulsor 2.0 a combustão, mas com tamanho 15% mais compacto e desempenho 10% superior. A autonomia deve ficar na casa dos 800km, com velocidade máxima de 170km/h. Dependendo do sucesso, o modelo pode constituir uma família.


Fonte: Autocar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BMW lança oficialmente a nova geração do X3, em duas versões, e parte de R$309.950

Marco do seu renascimento, Chery lança Tiggo2 no Brasil por R$59.990 iniciais

Ford Fusion deve ser reestilizado ainda em 2018 no Brasil e gama de motores vira questionamento

Citroën lança reestilizado C4 Lounge por R$93.920 iniciais, que recebe upgrade e downgrade

Porsche revela as primeiras imagens do Cayenne Hybrid, em testes finais na África do Sul

Nissan confirma desenvolver March emergente, com a mesma plataforma V do Kicks

Maserati apresenta o Levante Trofeo no Salão de Nova York, com motor V8 de 598cv

Peugeot lança o 5008 no mercado brasileiro em duas versões e preços que começam em R$157.490

Depois de tanta espera, Ford lança oficialmente o Mustang GT no Brasil por R$299.990

FCA inicia reparo da RAM 2500, que envolve 3.527 unidades desde 2014 com defeito no câmbio