sábado, fevereiro 04, 2017

GMC Terrain vai para o México mas Chevrolet Traverse deve continuar no Canadá - como fica o Brasil?


Segundo o sindicato Unifor, de Ingersoll, província canadense de Ontário, a planta de CAMI perdeu a produção do GMC Terrain, que foi transferida para o México. O impacto deve causar uma demissão de 600 empregados. Na CAMI, a Chevrolet continuará a produzir a segunda geração do Equinox, mas até Julho. A nova geração, derivado do Cruze, deve ser produzida em CAMI e o sindicato de lá torce pra que o utilitário esportivo faça sucesso, o que poderia manter o atual quadro de funcionários da fábrica. Com o Novo Terrain – derivado do Malibu – no México, os custos de produção menores tornarão o SUV mais rentável no mercado americano, embora o modelo que poderá realmente fazer a diferença nos EUA seja o Chevrolet Equinox 2018. Além disso, essa manobra não ajuda os mercados sul-americanos, já que uma vez era esperado que o Equinox fosse produzido no México e não no Canadá. Como o Brasil não tem parceria com o país, muito provavelmente nós não recebamos o Equinox importado, mas sim produzido na Argentina, situação quase cancelada desde que a Chevrolet confirmou que ele viria importado do México. A decisão não tem nada a ver com a política atual do governo americanos, de acordo com a GM.


Fonte: Automotive News

Nenhum comentário:

Postar um comentário