Especial Lançamentos 2017 #35: o que esperar da Volkswagen para o Brasil neste ano?


A Volkswagen deve passar por um ano de boas mudanças. Mas é inegável que a novidade mais aguardada pra este ano é a nova geração de Gol e Voyage, que podem ser lançados ainda em 2017. NOVO GOL E VOYAGE: Apesar de serem esperados apenas para 2018, a Volkswagen pode apresentar as novas gerações de Gol e Voyage no Brasil no último trimestre de 2017. Em recente flagrante do site CARPLACE mostra que o sedã Voyage, que chega depois do Gol, já roda com carroceria definitiva e com camuflagem zebrada. Enquanto o Gol deve ser irmão de Seat Ibiza, Skoda Fabia e Volkswagen Polo (chegando por último entre eles), o Voyage deve antecipar o novo Polo Sedan e faz sua estreia mundial no Brasil. Usando a plataforma modular global MQB-A0, Gol e Voyage terão entre-eixos de 2,56 metros, 10cm a mais que o modelo atual, o que deve ajudar e muito no espaço interno. Além disso, o novo Voyage deve oferecer um porta-malas superior ao atual, de 480 litros. Entre as novidades que o site flagrou e pode antecipar, o novo Voyage terá as portas têm desenho arredondado e, embora a camuflagem seja espessa na coluna C, aparentemente não haverá janelinha-vigia, mantendo a coluna traseira grossa típica dos Volkswagen. Tanto o Gol como o Voyage seriam lançados praticamente juntos, com o hatch vindo primeiro, com lançamento no final deste ano e início das vendas em 2018. A nova geração do Gol deve ser uma versão mais simples de Volkswagen Polo e Seat Ibiza para a América do Sul e mercados emergentes, distanciando o Gol do up! e abrindo o mercado para o popular alemão, hoje um tanto suficado na tabela de preços. O Gol deve ter cerca de 4 metros de comprimento e entre-eixos de 2,56 metros, vindo com motores 1.0 12v MPI Flex, 1.0 12v TSI Flex e 1.6 16v MSI Flex. O câmbio será manual de 5 ou 6 marchas e automático de 6 velocidades Tiptronic.


O Gol ainda deve trazer uma nova versão GT ou GTI no nosso mercado, com motor 1.6 MSI Turbo, enquanto o SUV Compacto e a picape devem vir com motor 1.4 TSI no caso do SUV e o mesmo motor na picape, que terá ainda uma opção 2.0 Turbo Diesel. Tanto o hatch como o sedã devem ser vendidos com preços entre R$40.000 a R$50.000 iniciais, com motor 1.0 12v MPI Flex. NOVO TIGUAN: A Volkswagen deve lançar a nova geração do Tiguan no mercado brasileiro ainda em 2017. Vindo do México, o SUV Médio deve receber primeiramente a carroceria de sete lugares, chamada de Allspace. Destaque da alemã no Salão do Automóvel de Detroit para competir com Toyota RAV4 e Honda CR-V, o Tiguan Allspace conta com a plataforma MQB e seu entre-eixos é 11 centímetros a mais que o modelo europeu. Com isso ele chega a 2,79 metros de entre-eixos, recebendo uma terceira fila de bancos, que a Volkswagen chama de 5+2, provavelmente para reforçar a ideia de que o Tiguan Allspace tem carisma esportivo. No Brasil, o Allspace deve ser lançado no quarto trimestre do ano, convivendo com o atual Tiguan 1.4 TSi até a produção da primeira geração ser encerrada definitivamente, quando a carroceria de cinco lugares de nova geração deve pintar no Brasil. O Tiguan de 7 lugares conta com 4,70 metros de comprimento e 6cm a mais de espaço para os joelhos no banco traseiro e 115 litros a mais no porta-malas. Se o modelo normal conta com 615 litros no porta-malas, a carroceria de sete lugares conta com 730 litros, sem a terceira fileira de bancos. Com a terceira e segunda fileira de bancos rebatidos, o espaço é de amplos 1.770 litros. O Allspace será vendido em três versões na Europa (Trendline, Comfortline and Highline).


No Brasil ele deve ser vendido nas versões Comfortline e Highline e virá com motor 1.8 TSI que desenvolve 186cv de potência, acoplado ao câmbio automático Tiptronic de 6 velocidades, com opção de tração 4MOTION. Preços devem ficar entre R$145.000 a R$160.000. UP!: O reestilizado up! deve ser lançado em Abril, segundo a revista Auto Esporte. Com os testes a pleno vapor, o novo up! não deve trazer todas as mudanças do modelo europeu. Como foi lançado em 2014, ele deve trazer mudanças concentradas mais na dianteira com ganhar novo para-choque dianteiro, com nova entrada de ar e pela primeira vez com grade dianteira, para ajudar a refrigerar o motor. Além disso, o up! ganha novos faróis com LEDs diurnos. Na traseira, as lanternas com elementos mais ousados podem não fazer parte nem do mais caro cross up!. A VW preferiu manter as mesmas lanternas do modelo atual. Por isso na traseira espere apenas com mudanças no para-choque. No interior, o up! ganha o mesmo volante do Golf, com destaque ainda para a parte central do painel, que foi atualizada. Nela, estão presentes os comandos do ar-condicionado (que pode ser automático e que deve ser o único item indisponível para o nosso up!, mantendo o ar-condicionado analógico) e central multimídia Compositon com tela de 5″ polegadas e conectividade para smartphones nas versões mais caras. Na mecânica, nada deve mudar. Com um dos conjuntos mais modernos do país, o up! deve continuar com o 1.0 12v MPI e 1.0 12v TSi Flex que desenvolvem entre 76cv a 105cv de potência, com torque que varia de 9,7kgfm a 16,8kgfm. GOLF E GOLF VARIANT: Já os médios Golf e Golf Variant devem passar por um face-lift. Em sua meia-vida, a sétima geração do Golf ganha O segundo Volkswagen mais vendido da história ganha novos faróis duplos de LED com LEDs diurnos redesenhados, tendo ainda um friso cromado que se harmoniza com um dos DRL´s. O para-choque também foi alterado, ganhando aspecto mais moderno.


O protetor traseiro também foi atualizado. Já na traseira o arranjo interno das luzes foi reformulado e todas as versões saem de fábrica agora com LEDs. Por fim, o para-choque foi levemente redesenhado, assim como as saída de escape. Rodas com layout inédito completam o pacote. Na cabine, o quadro de instrumentos digital de 12,3 finalmente chega ao Golf. O recurso já está presente nos novos Passat, Tiguan e outros, e permite a escolha de pelo menos cinco configurações diferentes (incluindo o modo especial de negação). Além disso, o sistema de entretenimento foi completamente revisto e agora atende pelo nome Discover Pro. Há tela de 9,2 polegadas sensível ao toque, maior resolução e suporte para comando por gestos (primazia no segmento). O hatch segue sendo paranaense e a station, mexicana. A mecânica também não muda, mas o 1.6 MSI deve enfim sair de linha. Preços entre R$80.000 a R$140.000. FUSCA: O Fusca também deve passar por novidades. O hatch de imagem, ameaçado por sair de linha, ganhou novidades breve em sua carroceria, presente mais na dianteira. Entre as principais novidades estão o novo para-choque dianteiro e traseiro, lanternas traseira em LEDs, novas rodas de liga leve com aro de 17" ou 18" polegadas. Além disso, o Beetle ganha duas novas opções de cores, sendo uma verde metálica e uma branca com prata metálica. Por dentro, o Fusca 2017 ganha um novo quadro de instrumentos e painel com acabamento mais brilhante nas versões Design Line e R Line, incluindo mais opções de personalização com direito a três novos materiais de forração e pacotes de estilo.


Na mecânica, o nosso Fusca ganha novidades na versão 2.0, que é vendida no Brasil. O motor 2.0 passa a ser o mesmo usado pelo Golf GTI, que possui 220cv de potência com torque de 35,7kgfm ante os 211cv e os 28,5kgfm de torque. CRAFTER: Quem também pode passar a ser vendido no Brasil é o furgão Crafter. Produzido na Polônia, o novo Crafter apresenta um design mais próximo dos atuais Volkswagen e com coeficiente aerodinâmico de 0,33Cx. Entre as novidades dessa geração estão os faróis de LED e uma carroceria com três opções de entre eixos e três alturas do teto. O mais interessante é que pode ter tração dianteira, traseira ou integral 4Motion, algo visto recentemente no Mercedes-Benz Vito, por exemplo. O motor é o 2.0 TDi, quase o mesmo usado pela picape média Amarok. Entre as potências, a Volkswagen oferece 102cv, 122cv, 140cv ou 177cv, sendo esse último biturbo. O câmbio pode ser manual ou automático, de 6 marchas. Ele ainda pode ser produzido em General Pacheco, Argentina, introduzindo a VW no segmento de vans. Ainda não se sabe, mas quando a Volkswagen apresentou seu teaser, a marca alemã falou que teria possibilidades dele ser vendido em países da América do Sul, porém não especificou qual país poderia receber o furgão.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen deve trazer Jetta GLi ao Brasil, com motor 2.0 TSI melhorado para 220cv

Versão de maior sucesso do sedã francês da Citroën, C4 Lounge Live esgota em dois meses

Picape do Fiat Mobi inicia bateria de testes e deve ser lançada em meados de 2019

BMW lança o X2 no Brasil, opção descolada ao X1, em duas versões com preço inicial de R$211.950

Ford confirma retorno da Ranger XL, destinada especialmente para frotistas e produtores rurais

Volkswagen lança nova geração do Tiguan no Brasil com carroceria AllSpace por R$124.990

Reestilizado, Chevrolet Cruze já roda em testes no Brasil e deve ser lançado em 2019

Face-lift de Renault Sandero e Logan é adiado para o primeiro semestre de 2019

Hyundai Santa Cruz será do tamanho da Fiat Toro e é confirmada para 2020 nos EUA

Revista confirma face-lift de Volkswagen Gol e Voyage ainda no 1º semestre e Saveiro muda no 2º