Depois do NSX, Honda S2000 deve ser o próximo a voltar ao mercado em 2018, com 320cv


A Honda parece que não deve trazer de volta apenas o NSX. Depois do NSX, a Honda deve voltar a produzir o S2000, que deve competir no mercado de esportivos, com o Audi TT. O modelo já foi revelado em imagens de patente, deixando a mostra toda a sua carroceria. Ele deve ser lançado em 2018, ano em que a Honda comemora 70 anos e os 20 anos do S2000. Ele deve ficar entre o S660 e o NSX no lineup de coupés esportivos da marca japonesa. Ele deve ser equipado com um inédito motor 2.0 16v Twin-Charged com turbocompressor comum e um elétrico. A intenção da marca é promover uma redução do consumo de combustível em relação a um biturbo convencional. Esta unidade deverá gerar cerca de 320cv de potência. Porém (como a maioria das situações há um porém), o novo S2000 não deve contar com opção de câmbio manual. Até o momento sabe-se que ele deve ser produzido com a transmissão automática de dupla embreagem e 8 velocidades. O modelo deve ser antecipado por um conceito ainda em 2017, possivelmente em algum salão do automóvel de grande público. Entre eles, Genebra, Nova York e Frankfurt.


Fonte: Car and Driver

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Marco do seu renascimento, Chery lança Tiggo2 no Brasil por R$59.990 iniciais

BMW lança oficialmente a nova geração do X3, em duas versões, e parte de R$309.950

Ford Fusion deve ser reestilizado ainda em 2018 no Brasil e gama de motores vira questionamento

Citroën lança reestilizado C4 Lounge por R$93.920 iniciais, que recebe upgrade e downgrade

Peugeot lança o 5008 no mercado brasileiro em duas versões e preços que começam em R$157.490

Porsche revela as primeiras imagens do Cayenne Hybrid, em testes finais na África do Sul

Nissan confirma desenvolver March emergente, com a mesma plataforma V do Kicks

Maserati apresenta o Levante Trofeo no Salão de Nova York, com motor V8 de 598cv

Depois de tanta espera, Ford lança oficialmente o Mustang GT no Brasil por R$299.990

FCA inicia reparo da RAM 2500, que envolve 3.527 unidades desde 2014 com defeito no câmbio