quarta-feira, fevereiro 15, 2017

Chevrolet Cruze Turbo Diesel se torna o automóvel não-híbrido mais econômico dos EUA com 22,1km/l


Depois dos escândalos da Volkswagen com o Dieselgate, que levantou a questão de abolir o uso de motores diesel em diversos países, a Chevrolet apresentou nesta semana o Cruze Turbo Diesel nos EUA. O médio norte-americano se tornou o modelo não-híbrido mais econômico dos EUA. Antes de ser lançado, Mark Reuss, chefe de desenvolvimento de produtos da GM, insinuou que o Chevrolet Cruze 2017 a diesel poderia alcançar uma classificação da EPA que "começará com um 5", insinuando 52mpg, ou algo acima de 20km/l. A prova veio agora com 22,1km/l na estrada e segundo a GM "o consumo de combustível mais baixo na estrada entre todos os carros não-híbridos/elétricos na América". Equipado com câmbio manual, ele consegue 12,7km/l na cidade e com câmbio automático de 9 velocidades ele faz 13,1km/l na cidade e 19,9km/l na estrada. O novo motor 1.6 Turbo Diesel desenvolve 138cv de potência e 33,1kgfm de torque, acoplado ao câmbio manual de 6 marchas ou automático de 9 velocidades. Esse motor substitui o 2.0 16v Diesel que desenvolvia 148cv de potência com torque de 35,5kgfm acoplado a um câmbio manual ou automático de 6 velocidades. O preço sugerido nos EUA é de US$24.670, mais frete. A opção é oferecida apenas apenas na carroceria sedã.


Nenhum comentário:

Postar um comentário